10/11/2020 às 14h20min - Atualizada em 10/11/2020 às 14h20min

Candidato do PP pode ter sido impulsionado pelo PCC em Ribeirão Preto

Renan Bortoletto disputa o pleito legislativo na cidade

Kaio Lopes
Da Redação
(REPRODUÇÃO)
O Ministério Público Eleitoral e o Gaeco (Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado), atavés da Operação Kleptos, estiveram em Ribeirão Preto-SP nesta segunda-feira (09) para apurar se o advogado e candidato à vereador Renan Bortoletto (PP) está tendo sua campanha impulsionada pelo PCC (Primeiro Comando da Capital) - a maior facção criminosa do estado. 

Cinco pessoas foram presas durante a Operação e, além delas, outras sofreram busca e apreensão em escritórios e residências supostamente ligadas ao político. 

A Gaeco informa que as investigações apuram crimes de organização criminosa, tráfico de drogas, currupção ativa, crime eleitoral e lavagem de dinheiro. A Corregedoria da PM investiga também se há a participação de militares nos esquemas. 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »