26/10/2020 às 13h40min - Atualizada em 26/10/2020 às 13h40min

Líder do MBL é denunciado por tráfico de influência, fraude em licitação e corrupção

Vinicius Mariano
O Ministério Público de São Paulo denunciou o empresário Alessander Monaco Ferreira (suposto ‘doador’ do MBL), um dos líderes do MBL Renan Antonio Ferreira dos Santos, o ex-diretor presidente da Imprensa Oficial do Estado Nourival Pantano Junior e os ex-representantes da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) Carlos Antonio Luque e José Ernesto Lima Gonçalves por suposta participação em esquema que teria implicado em crimes de tráfico de influência, dispensa e fraude em licitação e corrupção passiva.

A denúncia é assinada pelo promotor Marcelo Batlouni Mendroni e datada do último dia 22. Na peça de 37 páginas, Mendroni aponta as relações entre os denunciados e detalha o que chama de ‘lógica do estratagema criminoso’.

Segundo a peça, Alessander Monaco Ferreira ‘coligou-se intimamente’ com o MBL, sendo que os integrantes do movimento, em especial Renan Antonio Ferreira dos Santos, ‘através de tráfico de influência política, conseguiram a contratação, pelo seu Presidente Nourival Pantano Jr., de Alessander Monaco Ferreira na IMESP; em cargo comissionado – sem concurso público’.

“Uma vez trabalhando na IMESP, Alessander Monaco Ferreira: realizou doações via superchat para o MBL, de valores correspondentes ao seu salário daquela função pública, como forma de retribuir o “favor” correspondente àquela contratação na IMESP; e trabalhou no sentido de articular fraudes em licitações e contratações de empresas através de dispensa e inexigibilidade de licitações”, afirma o promotor do documento. (…)
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

90.1%
9.9%