20/10/2020 às 11h56min - Atualizada em 20/10/2020 às 11h56min

Suécia proíbe Huawei em leilão de frequências para 5G

Empresa chinesa é acusada de espionagem. EUA, Reino Unido, Japão, França e Portugal já a excluíram de sua rede 5G

Vinicius Mariano
A agência reguladora de telecomunicações da Suécia baniu nesta terça (20) os grupos chineses Huawei e ZTE de suas redes 5G. A decisão do país vem de encontro com a decisão de outros países ao redor do mundo que já excluíram a chinesa Huawei de suas redes, como EUA, Japão, Reino Unido, França e Portugal, que excluíram a Huawei por ela ser suspeita de espionagem e roubo de dados para o governo da ditadura chinesa. Além desses países, a Alemanha deve anunciar a exclusão da empresa chinesa nos próximos dias.

Em comunicado sobre o leilão de novas frequências na Suécia, marcado para o próximo mês, o órgão regulador menciona explicitamente as duas empresas: "Novas instalações e novas implementações de funções centrais para o uso de rádio nas bandas de frequência não devem ser realizadas com produtos dos fornecedores Huawei ou ZTE".

O texto da agência reguladora menciona "avaliações feitas pelas Forças Armadas suecas e pelo Serviço de Segurança para garantir que o uso de equipamento de rádio nessas faixas não cause danos para a segurança da Suécia".

“O Estado chinês está conduzindo espionagem cibernética para promover seu próprio desenvolvimento econômico e desenvolver suas capacidades militares”, afirmou em comunicado o diretor do Serviço de Segurança da Suécia (Säpo), Klas Friberg.

Desde janeiro, o serviço e as Forças Armadas foram autorizadas por lei a opinar em negociações da Agência Sueca de Correios e Telecomunicações, que leiloa as licenças para a operação do 5G.

Friberg afirmou que a China coleta informações e se apropria de tecnologia, pesquisa e desenvolvimento: “Isso é o que devemos considerar ao construir a rede 5G do futuro. Não podemos comprometer a segurança da Suécia”.

Além da Ericsson, podem se beneficiar da decisão sueca as empresas Nokia, da Finlândia, e Samsung, da Coreia, que já estão em alguns projetos de 5G no país escandinavo.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »