12/07/2020 às 17h14min - Atualizada em 12/07/2020 às 17h14min

Embaixadores da China e dos EUA no Brasil batem boca em rede social

Indicado por Trump, Todd Chapman compartilhou relatório que acusa a China de esterilizar mulheres de uma minoria étnica

Cristina Barroso
Metrópoles
Google

Os embaixadores no Brasil da China, Yang Wanming, e dos Estados Unidos, Todd Chapman, trocaram farpas neste fim de semana em uma rede social.

As duas potências, lideradas, respectivamente, por Xi Jinping e Donald Trump, protagonizam uma guerra comercial.
Chapman foi indicado por Donald Trump em 30 de outubro do ano passado. Após ter a nomeação confirmada pelo Senado americano, chegou ao Brasil em 29 de março deste ano
.
relatório citado por Chapman foi publicado no fim de junho. Em Xinjiang, onde os uigures são a maioria, o número de nascimentos teria caído drasticamente desde 2016. A pesquisa foi desenvolvida pelo alemão Adrian Zenz, segundo a agência AFP.

Em março deste ano, Yang Wanming também trocou acusações com o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, e admirador confesso de Donald Trump.

Na ocasião, Eduardo compartilhou a seguinte mensagem: “A culpa pela pandemia de coronavírus no mundo tem nome e sobrenome. É do Partido Comunista Chinês”.
Em contrapartida, 
Wanming disse que o filho do presidente tem um “vírus mental”.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

81.0%
19.0%