19/10/2020 às 18h26min - Atualizada em 19/10/2020 às 18h26min

João Amoêdo sugere que não-vacinados sejam barrados em espaços públicos

Fundador do Partido Novo palpitou a respeito no Twitter

Kaio Lopes
Da Redação
ISTO É (REPRODUÇÃO)
O fundador do Partido Novo, João Amoêdo, se manifestou a respeito da suposta obrigatoriedade na administração da vacina chinesa para o coronavírus. Através do seu twitter oficial neste domingo (18), o político - tido como ''liberal'' - defendeu a proibição do acesso à espaços públicos, ruas e, inclusive, hospitais, para aqueles que se recusarem a serem vacinados. 
 

A polêmica acerca do assunto se deu em virtude da declaração arbitrária de João Dória, governador de SP, através da qual afirmou que os mais de 45 milhões de habitantes do Estado serão obrigatoriamente vacinados. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

90.2%
9.8%