19/10/2020 às 16h00min - Atualizada em 19/10/2020 às 16h00min

Bolsonaro reitera que vacina não será obrigatória

Presidente da República também defendeu que os países que oferecem a imunização deveriam aplicá-la antes em sua população

Vinicius Mariano
Revista Oeste
O presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer nesta segunda-feira, 19, que o governo não vai tornar obrigatória a vacinação contra covid-19.

Falando a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, ele afirmou que a decisão cabe ao Ministério da Saúde.

“O meu ministro da Saúde já disse que não será obrigatória essa vacina e ponto final”, garantiu o presidente.


Sem fazer referência direta à China, Bolsonaro defendeu que os países que oferecem a imunização deveriam aplicá-la antes em sua população. Ele disse que muitas coisas, incluindo produtos bélicos só se consegue vender para outros países depois de ser usado internamente e a eficácia ser comprovada.

“Tem um governador aí que está se intitulando o médico do Brasil, dizendo que a vacina será obrigatória. Repito que ela não será”, disse Bolsonaro fazendo referência ao governador de São Paulo, João Doria.

O presidente ainda classificou o ajuste fiscal pela Assembleia Legislativa de São Paulo como “lamentável”. Ele afirmou que o texto pode gerar aumento de impostos.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »