13/10/2020 às 16h25min - Atualizada em 13/10/2020 às 16h25min

Kim Jong Un chora e se arrepende por ter priorizado o armamento no lugar da economia.

Kim chorou durante um discurso em desfile militar que ele fez para marcar o 75º aniversário do Partido dos Trabalhadores no poder. Kim enxugou as lágrimas ao se dirigir a milhares de soldados e cidadãos chorando em Pyongyang.

Cristina Barroso
Newsweek
(REPRODUÇÃO)
O líder norte-coreano Kim Jong Un foi visto derramando lágrimas e se desculpando com seu povo no sábado por não ter criado uma economia melhor, o que levou muitos observadores a dizer que a rara demonstração de emoção é um sinal de que as duras sanções do governo Trump funcionaram.
 
Kim chorou durante um discurso em desfile militar que ele fez para marcar o 75º aniversário do Partido dos Trabalhadores no poder. Kim enxugou as lágrimas ao se dirigir a milhares de soldados e cidadãos chorando em Pyongyang. 
 
Ele anunciou que estava "envergonhado" por não ser capaz de recompensar seu povo com prosperidade econômica. 
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, é creditado por impor sanções severas ao país e convencer a China, o aliado mais próximo da Coréia do Norte, a participar de uma estratégia de longo prazo para forçar a Coréia do Norte a negociações de desnuclearização.
 
As negociações se concentraram no desarmamento nuclear total que fracassou inteiramente no início de 2019, mas algumas autoridades americanas dizem que os problemas econômicos da Coréia do Norte não deixaram outra escolha para Kim a não ser ceder às exigências de Trump.
 
Em 2012, Kim prometeu impulsionar o programa nuclear do país e impulsionar a economia. Mas no sábado parecia que ele havia realizado apenas um desses objetivos ao revelar vários mísseis enormes.
 
Momentos depois, ele começou a chorar e a assumir a responsabilidade pela economia em ruínas. Em uma prova da posição conflituosa de Kim, um relatório da CIA de 2018 disse que é improvável que Kim interrompa seu programa nuclear - mas consideraria abrir uma lanchonete em Pyongyang.
 
Pesadas sanções americanas e chinesas, juntamente com o foco de Kim no armamento nuclear, prejudicaram a economia da Coréia do Norte, dizem especialistas em política externa. 
O último vídeo de Kim chorando pode mostrar o líder arrependido de escolher o armamento em vez da economia, especialmente sob o peso das sanções lideradas por Trump.
 
"É importante ver por que ele chorou em tal ocasião", disse Hong Min, diretor da divisão da Coréia do Norte no Instituto Coreano de Unificação Nacional, ao Korea Times . "Por baixo de sua mensagem, pode-se sentir que Kim está sentindo muita pressão sobre sua liderança."
 
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »