05/10/2020 às 20h39min - Atualizada em 05/10/2020 às 20h39min

Saiba o que é e como funciona o PIX

O Pix é para todo mundo. Uma forma mais simples e barata de pagar e receber dinheiro, tudo em segundos, a qualquer dia e a qualquer hora!

Cristina Barroso
(REPRODUÇÃO)
Banco Central anunciou, no dia 19 de fevereiro, o chamado PIX, sistema de pagamentos instantâneos que permitirá a realização de transferências e pagamentos em até dez segundos. Mas… O que exatamente é o PIX do Bacen? E o que muda na vida dos brasileiros?
Trata-se de um novo sistema de pagamentos lançado pelo Banco Central do Brasil com o intuito de baratear o custo das operações de pagamentos e transferências.

Como assim?

Hoje, transferências entre contas bancárias de diferentes instituições são feitas através de TEDs e DOCs. Pagamentos de contas são feitos por boletos, transações físicas, por cartões e com dinheiro vivo.
Essas operações eletrônicas podem levar dias – e muitas delas acabam custando caro (algumas instituições chegam a cobrar mais de R$20 por TED, por exemplo). E o dinheiro vivo pode representar um risco maior tanto para o pagador quanto para o recebedor.

A novidade é que essas modalidades de pagamento deixarão de ser as únicas possibilidades: o PIX passa a ser uma alternativa para transferir e fazer pagamentos.
Ele deve ser lançado oficialmente em novembro e todos os bancos e fintechs com mais de 500 mil contas ativas deverão se adequar, até esta data, para oferecer e receber o serviço. 
 
O Pix é para todo mundo. Uma forma mais simples e barata de pagar e receber dinheiro, tudo em segundos, a qualquer dia e a qualquer hora!
O Pix começa a funcionar no dia 16 de novembro. 
Mas você já pode e deve ser inscrever desde o dia 04 de outubro.
 
  • O Pix é gratuito
Para transferências entre contas  e pagamentos, 24h por dia/365 dias por ano.
 
  • Não importa a hora, nem o dia
Com o Pix, você manda dinheiro até mesmo aos domingos e em feriados.
 
  • Instantâneo
Transferências realizadas em poucos segundos, inclusive para outros bancos.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »