30/09/2020 às 08h51min - Atualizada em 30/09/2020 às 08h51min

Governador de SC é alvo de mandados de buscas por suspeita de desvios na saúde

Vinicius Mariano
O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), foi alvo de busca e apreensão nesta quarta-feira (30) em investigação do MPF (Ministério Público Federal) sobre desvios em contratos relacionados à Saúde. Além do governador, mais dois ex-integrantes do governo catarinense também tiveram mandados de busca autorizados contra eles pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Segundo o MPF, o governador teria participação na compra emergencial de 200 respiradores pulmonares por causa da pandemia do novo coronavírus. A aquisição, no valor de R$ 33 milhões, foi feita junto à uma empresa particular e tem seu contrato sob suspeita pelas investigações. Os respiradores nunca foram entregues e o caso já motivou a saída dos secretários estaduais da Saúde e da Casa Civil.

As buscas de hoje são cumpridas pela PF (Polícia Federal) com a ajuda de 30 agentes da corporação. No total, são cumpridos cinco mandados expedidos pelo STJ. A operação foi chamada de Pleumon e dá sequência à Operação O2, realizada ainda em maio dentro da mesma investigação. São investigados os crimes de fraude à licitação, peculato, corrupção, concussão, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Carlos Moisés responde a dois processos de impeachment na ALESC, um por ter dado aumento aos procuradores do Estado por ato administrativo e outro pela suspeita de desvios que motivou a busca realizada pela Polícia Federal.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

90.7%
9.3%