30/09/2020 às 03h05min - Atualizada em 30/09/2020 às 03h05min

Manuela D'ávila em dois anos aumentou seu patrimônio em 382%

Manuela concorreu como candidata à vice-presidente da República, pela chapa de Fernando Haddad e na ocasião declarou seu patrimônio em R$ 94,5 mil.

Cristina Baroso
(REPRODUÇÃO)
As eleições estão chegando, é preciso estar atento as qualidades que o candidato que merecerá seu voto, deve possuir.
Uma delas, e talvez a mais importante, é quanto ao patrimônio declarado, principalmente dos candidatos que  são conhecidos na vida pública.

Vejamos o caso da Manuela D’avila:
Em apenas 2 anos, a candidata do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), aumentou seu patrimônio declarado em 382%.

Manuela concorreu como candidata à vice-presidente da República, pela chapa de Fernando Haddad e na ocasião declarou seu patrimônio em R$ 94,5 mil.



Em 2020, concorrendo à prefeitura de Porto Alegre, seu patrimônio declarado foi de R$455,5 mil, totalizando um aumento de 382% em seu patrimônio declarado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Foi adicionado a relação de bens declarados, um veículo modelo Kia Sportage, aplicações em duas cadernetas de poupança e dois mil exemplares do livro que custa R$ 34,90: “Esse fosse você? Sobrevivendo às redes de ódio e fake news”, escrito por ela e que estão em sua casa totalizando R$ 69,8 mil, caso fossem vendidos.

Sendo assim, o eleitor deve ficar atento a transparência do candidato quanto a seu caráter, honestidade e a sua proposta de governo.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

90.7%
9.3%