22/09/2020 às 19h48min - Atualizada em 22/09/2020 às 19h44min

Opinião - Luciano Huck, nós também estamos aqui

Fernanda Salles - tribunanacional.com.br

O apresentador global Luciano Huck anunciou nesta segunda-feira (22) que está “disponível” para concorrer à Presidência da República em 2022. 

O responsável por lançar a dançarina “Tiazinha” na TV, tem demonstrado um interesse cada vez maior na política nacional e indicou que a esquerda poderá contar com ele em um futuro próximo.

"Sobre a questão da coragem (de se candidatar a presidente), estou aqui, não é?Estou aqui conversando sobre temas que não são óbvios para mim, como energia, reformas. Tenho estômago para ouvir opiniões diversas, para estar em cena num momento tão delicado do país”, declarou.

Não dá para questionar o otimismo do comunicador, afinal, o Brasil acaba de passar por uma virada brusca ao conservadorismo dentro da política. A eleição de Jair Bolsonaro, aos trancos e barrancos, foi a expressão maior de um povo cansado das “soluções” apresentadas pela esquerda para os problemas do mundo. Descobriram, tarde demais, é verdade, que era a própria esquerda que causava a maioria dos problemas; desde os entraves econômicos que mantinham o país no buraco, à balbúrdia na educação, por exemplo.

Por essas e por outras, achar que o povo está pronto para apostar novamente na esquerda em 2022 parece otimismo de quem tem um bom “coach” ao lado para se aconselhar. 

Huck disse “estou aqui”, mas esqueceu de uma realidade que ele não pode negar, nós também estamos aqui e somos muitos. Se o brasileiro mantiver a sanidade mental coletiva até as próximas eleições, figuras globalistas como o marido de Angélica sequer incomodarão seus adversários conservadores nas urnas.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »