03/11/2023 às 21h41min - Atualizada em 03/11/2023 às 21h41min

Um homem com deficiência teve que se arrastar para sair do avião após a Air Canada não providenciar uma cadeira de rodas.

A Air Canada teve que emitir um pedido de desculpas a Rodney Hodgins, que viajou com sua esposa para Las Vegas em comemoração ao seu aniversário

Luiz Custodio
The guardian
A Air Canada emitiu um pedido de desculpas após um incidente em que um homem com paralisia cerebral espástica teve que se arrastar para sair de um avião devido à falta de uma cadeira de rodas.

Rodney Hodgins, um vendedor de ferragens de 49 anos da Colúmbia Britânica, que depende de uma cadeira de rodas motorizada, viajou para Las Vegas com sua esposa, Deanna, para celebrar seu aniversário em agosto.

Tendência: Canadá começará a sacrificar bebês deficientes para “salvar o planeta”

Ao pousar, a tripulação informou ao casal que não haveria tempo para providenciar a cadeira de rodas a bordo antes da decolagem iminente, como relatado por Deanna Hodgins em uma postagem recente no Facebook.

O pedido para que Hodgins saísse sozinho do avião deixou o casal chocado, inicialmente acreditando que fosse uma brincadeira.

Hodgins teve que utilizar sua força superior para atravessar 12 fileiras de assentos, com sua esposa ajudando a segurar suas pernas. O incidente foi emocionalmente desgastante para o casal, e as tentativas de contato com a Air Canada não tiveram resposta.

Deanna Hodgins compartilhou seu descontentamento no Facebook, descrevendo o impacto do incidente nas pernas de seu marido e em suas próprias costas. Ela afirmou que a Air Canada falhou em cumprir as expectativas, apesar de planejarem a viagem por oito meses e garantirem que todos os requisitos fossem atendidos.

Tendência: Canadá começará a sacrificar pessoas clinicamente deprimidas para economizar dinheiro

A empresa reconheceu que a assistência prestada a Hodgins foi inadequada e prometeu revisar seus parceiros de serviços de mobilidade em Las Vegas.

Esse incidente enfatiza a necessidade das companhias aéreas melhorarem a acessibilidade, algo também enfatizado por outros incidentes semelhantes no passado, como o da diretora de acessibilidade do Canadá, Stephanie Cadieux, que perdeu sua cadeira de rodas ao viajar com a Air Canada em outubro.

Hodgins acredita que a compensação oferecida pela companhia aérea não resolve o problema e espera que sua experiência possa fazer a diferença para outros passageiros com necessidades especiais.

Fonte

 

Compartilhe e inscreva-se no canal para que possamos continuar divulgando as novidades que o mainstream não ousa tocar. Sinta-se à vontade para se juntar também ao chat do Tribuna Nacional para discurssão desse e de outros temas

Tendências:

Cientistas declaram que a ivermectina cura o câncer – silêncio na mídia

Soros foi pego canalizando mais de US$ 15 milhões para o Hamas para ‘desestabilizar o Ocidente’

Cientistas descobrem que Alzheimer é causado por infecção fúngica no cérebro

Considere apoiar o Tribuna Nacional - Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 

Jornal Tribuna Nacional Publicidade 790x90


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.