18/09/2020 às 22h16min - Atualizada em 18/09/2020 às 22h16min

Juíza mais antiga da Suprema Corte dos EUA morre aos 87 anos

Vinicius Mariano
Faleceu nesta sexta-feira (18), aos 87 anos, a juíza mais velha da Suprema Corte dos Estados Unidos e líder da ala liberal, Ruth Bader Ginsburg, devido a um câncer no pâncreas. Com a morte de Bader, o presidente Donald Trump poderá indicar um novo ministro para a Suprema Corte antes de terminar seu primeiro mandato. Será a terceira indicação de Trump em menos de 4 anos. 

Ruth Bader foi nomeada pelo ex-presidente democrata Bill Clinton em 1993 e se tornou a segunda mulher a integrar a Suprema Corte. Após a aposentadoria da juíza Sandra Day O'Connor, em 2006, Ginsburg se manteve como a única mulher na corte até a indicação de Sonia Sotomayor em 2009 e Elena Kagan, em 2010, ambas por Barack Obama.

Não é a primeira vez que um juiz da Suprema Corte norte-americana morre em ano eleitoral. Em 2016, o então juiz Antonin Scalia morreu, deixando o cargo vago em ano eleitoral e último do mandato do então presidente Barack Obama, que nomeou Merrick Garland para a vaga na Suprema Corte. No entanto, o Senado era dominado por Republicanos, que deixaram a nomeação de Garland expirar. Com isso, Trump foi eleito e indicou, em 2017, o ministro Neil Gorsuch.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

90.2%
9.8%