16/09/2020 às 10h20min - Atualizada em 16/09/2020 às 10h20min

O deputado federal Ricardo Barros (PP), sofre busca e apreensão.

Ricardo Barros é relator da Lei de Abuso de autoridade e repudia o ativismo político do judiciário.

Cristina Barroso
Reprodução
O Ministério Público do Paraná (MP-PR) cumpre mandado de busca e apreensão no escritório do deputado federal Ricardo Barroso(PP),  em Maringá norte do Paraná, na manhã desta quarta-feira (16).
Ricardo Barros está em seu sexto mandato na Câmara, é líder do governo Bolsonaro desde agosto.
Barros está sendo investigado por envolvimento em fraudes na contratação de energia elétrica em 2019.

O deputado solicitou acesso aos autos do processo para poder prestar todos os esclarecimentos necessários à sociedade e iniciar sua defesa.
Barros declarou estar tranqüilo, possui conduta ilibada e cooperará com as investigações.

Além de Ricardo Barros, há também um mandado de busca contra Delmo Sérgio Vilhena em São Paulo
Os investigadores querem saber a relação entre Vilhena com Ricardo Barros e a esposa, Cida Borghetti, ex-governadora do Paraná.

Ricardo Barros é relator da Lei de Abuso de autoridade e repudia o ativismo político do judiciário.

Oito mandados de busca e apreensão foram expedidos pela justiça, segundo o Gaeco.
Além de Maringá e São Paulo, os mandados serão cumpridos em Curitiba e em Paiçandu, também no Paraná. Quatro empresas são investigadas na ação.
O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP, conta com o apoio  da Polícia Cívil  e comanda essa operação.
Ricardo Barros foi Ministro da Saúde no Governo Temer entre 2016 a 2018 .
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

90.2%
9.8%