15/09/2020 às 13h44min - Atualizada em 15/09/2020 às 13h44min

''Opere-os e torne-os incapazes de fazer isso'', diz primeiro-ministro do Paquistão sobre castração química

Declaração ocorreu após estupro coletivo contra uma mulher

Kaio Lopes
FOX NEWS
The Indian Express (REPRODUÇÃO)
O primeiro-ministro do Paquistão, Imran Khan, se posicionou a favor da castração química como pena contra estupradores condenados. A declaração ocorreu após Khan ter sido questionado sobre um crime ocorrido na cidade de Lahore, capital da província de Punjab, no qual dois estupradores atacaram uma mulher que estava dentro do seu carro (sem gasolina) numa rodovia próxima. 

A vítima, numa tentativa de defesa, trancou o veículo, mas os agressores imediatamente quebraram os vidros e conseguiram atacá-la. A mulher estava acompanhado dos seus filhos. Os dois suspeitos já foram identificados: Shafqat Ali, preso na segunda-feira (14); e Abid Malhi, ainda foragido. 

Em entrevista concedida à TV local 99 News, o primeiro-ministro afirmou que Ali, um dos criminosos, já havia participado de um estupro coletivo em 2013. Em seguida, ponderou: ''Da mesma forma que há o homicídio em primeiro grau, segundo grau e terceiro grau, este estupro deveria ser classificado da mesma forma. Assim identificado o grau, devemos castrá-los'', fazendo alusão à reincidência do crime. 

''Opere-os e torne-os incapazes de fazer isso'', concluiu o PM. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

90.1%
9.9%