14/09/2020 às 17h11min - Atualizada em 14/09/2020 às 17h11min

Lula é denunciado pelo MPF por lavagem de dinheiro

Via instituto

Kaio Lopes
Da Redação
REDE BRASIL ATUAL (REPRODUÇÃO)
A Operação Lava-Jato, através do Ministério Público Federal, denunciou o ex-presidente Lula, nesta segunda-feira (14). A acusação é de que ele participou de um esquema de lavagem de dinheiro, através do Instituto Lula. A denúncia foi encaminhada ao MPF na sexta-feira, (11), mas somente hoje ocorreu o comunicado à imprensa.

Não foi só Lula o acusado da vez; Antonio Palocci, ex-ministro da Fazenda, e Paulo Okamotto, presidente do Instituto que leva o nome do ex-presidiário, também foram denunciados. Segundo as apurações, entre dezembro de 2013 e março de 2014, ambos dissimularam doações por meio de lavagem de dinheiro, via repasse de R$ 4 milhões. 

O MPF apontou ter havido um procedimento ilícito para mascarar o recebimento de propina utilizando-se de ''doações filantrópicas''. Os repasses dos valores teriam sido distribuídos, avaliados em R$ 1 milhão cada, durante quatro ações. 

As investigações ainda dão conta sobre haver uma ligação entre o PT, a Odebrechet e a OAS, por meio de contas-correntes informais e criadas com o intuito de hospedagem dos valores ilegais. As contas, reconhecidas judicialmente, receberam repasses milionários e utilizados para a aquisição e a reforma de imóveis ligados à Lula, a exemplo do sitio de Atibaia e do triplex no Guarujá. 

A defesa de Lula, dada a publicidade dos fatos, prontamente lançou nota. Confira: 

"A Lava Jato mais uma vez recorre a acusações sem materialidade contra seus adversários, no momento em que a ilegalidade de seus métodos em relação a Lula foi reconhecida recentemente em pelo menos três julgamentos realizados pelo Supremo Tribunal Federal", diz o texto.

"Essa nova investida da Lava Jato contra Lula reforça a necessidade de ser reconhecida a suspeição dos procuradores de Curitiba em relação ao ex-presidente, que está pendente de análise no Supremo Tribunal Federal, assim como a necessidade de ser retomado o julgamento da suspeição do ex-juiz Sergio Moro", acrescentou o comunicado.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

90.7%
9.3%