10/09/2020 às 12h11min - Atualizada em 10/09/2020 às 12h11min

Incêndio em Beirute

A agência Reuters ouviu um militar que declarou, que os primeiros sinais indicam que o fogo começou com o óleo de cozinha e se espalhou no armazém de pneus.

Cristina Barroso
Google reprodução
Incêndio de grande proporção atinge o porto de Beirute, onde há um mês houve uma megaexplosão, que abalou a cidade.
Segundo informou as autoridades, não sabem ao certo as causas do incêndio e nem porque o óleo e os pneus pegaram fogo.
A agência Reuters ouviu um militar que declarou, que os primeiros sinais indicam que o fogo começou com o óleo de cozinha e se espalhou no armazém de pneus.

O exército enviou helicópteros para ajudar no combate ao incêndio.
Uma coluna de fumaça cobriu a cidade que ainda sofre com as conseqüências da explosão em agosto, onde morreram 190 pessoas e outras 6000 ficaram feridas.
George Kettaneh, chefe da Cruz Vermelha do Líbano, disse que não teme uma nova explosão por causa desse incêndio, mas afirmou que as pessoas vão sofrer com falta de ar por conta do fumaça que se espalhou pela cidade.

A TV libanêsa mostra bombeiros tentando controlar as chamas numa região já castigada pela explosão, que o estoque de nitrato de amônio foi o causador, pois estava armazenado em condições precárias no porto.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »