10/09/2020 às 10h19min - Atualizada em 10/09/2020 às 10h19min

"Operação Inventário" prende 3 pessoas e faz 11 buscas e apreensões na Bahia

A Operação Inventário, do Gaeco, conta com o apoio operacional da Polícia Civil, por meio do Draco e do Depom, e da Polícia Federal, por meio da Superintendência Regional na Bahia.

Cristina Barroso
Google reprodução
Equipes do Grupo de Apoio Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), durante a Operação Inventário, que cumpre mandados de busca e apreensão nos municípios de Salvador e Lauro de Freitas, prenderam 3 pessoas nesta quinta-feira (10).

A ação é fruto de Procedimento Investigatório Criminal (PIC) que apura fraudes identificadas nos processos judiciais em trâmite no âmbito da 11ª Vara de Família, Sucessões, Órfãos, Interditos, Ausentes da Comarca de Salvador/BA, supostamente praticadas por organização criminosa composta por advogados, serventuário e particular responsável por falsificação de documentos.

O objetivo da ação é apurar indícios veementes da prática de crimes de lavagem de dinheiro, organização criminosa, corrupção ativa e passiva, estelionato, fraude processual, uso de documento falso e alteração de dados no sistema, de acordo com o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA).
 
Com base nesses indícios, foram deferidos pela Vara dos feitos relativos a delitos praticados por Organização Criminosa da Comarca de Salvador (VCRIM) os pedidos do Ministério Público Estadual (MP-BA) de 03 prisões preventivas, além de 11 buscas e apreensões em endereços residenciais dos investigados e escritórios de advocacia.

A Operação Inventário, do Gaeco, conta com o apoio operacional da Polícia Civil, por meio do Draco e do Depom, e da Polícia Federal, por meio da Superintendência Regional na Bahia.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

90.1%
9.9%