09/09/2020 às 12h33min - Atualizada em 09/09/2020 às 12h33min

Por suspeita de recebimento ilícito, Felipe Santa Cruz deve ser afastado

Após delação de Orlando Diniz

Kaio Lopes
JORNAL DA CIDADE
(REPRODUÇÃO)
O INAD (Instituto Nacional de Advocaria) solicitou, nesta quarta-feira, (09), ao Conselho Federal da OAB o afastamento imediato do seu presidente em exercício, Felipe Santa Cruz. 

O pedido leva em conta a delação do ex-presidente da Fecomércio, Orlando Diniz, segundo a qual Santa Cruz teria recebido R$ 120 mil, através de contratos fictícios, com a intenção de se reeleger presidente na seccional da OAB fluminense. 

Através do ofício, direcionado ao vice-presidente do Conselho, Luiz Viana, o INAD explica a situação: ''Os crimes pelos quais o presidente da OAB está sendo investigado foram praticados contra a própria classe dos advogados, o que agrava ainda mais a sua conduta e justifica o seu afastamento imediato do cargo''. 

De acordo com permissibilidade prevista no Estatuto da Advocacia, o Tribunal de Ética da OAB pode, como medida preventiva, suspender um dirigente envolvido em algum caso que seja prejudicial à dignidade da classe.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

90.1%
9.9%