02/09/2020 às 16h53min - Atualizada em 02/09/2020 às 16h53min

URGENTE: Witzel é afastado do cargo de governador do Rio

Votação já atingiu a maioria necessária para o afastamento

Kaio Lopes
Da Redação
VEJA (REPRODUÇÃO)
O STJ (Supremo Tribunal de Justiça) está votando nesta quarta-feira, (02), o parecer sobre o afastamento do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Com relatoria do ministro Benedito Gonçalves, que votou por manter a decisão anterior, a votação começou a partir das 14h. O voto do relator foi acompanhado, até o momento, pelos ministros Francisco Falcão, Nancy Andrighi, Laurita Vaz, Maria Thereza de Assis Moura, Og Fernandes, Luis Felipe Salomão, Mauro Campbell Marques, Raul Araújo Filho e Isabel Gallotti, afastando, com atingimento da maioria necessária, o governador do Palácio das Laranjeiras.  

Até o momento, apenas o ministro Napoleão Nunes Maia Filho votou contra o entendimento da matéria.


A Corte Especial vota hoje se mantém ou não a determinação de Gonçalves, que, em um despacho individual da última sexta-feira (28), ordenou o afastamento de Witzel por 180 dias após pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República). Ele é suspeito de desvios de dinheiro destinados a saúde em meio a pandemia do novo coronavírus. O suspeito nega as acusações.

A Corte Especial é composta por 15 ministro. Como são necessários 10 votos para a manutenção do cargo, a decisão está tomada: Witzel está afastado do cargo por 180 dias.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »