27/12/2022 às 10h12min - Atualizada em 27/12/2022 às 10h12min

É por isso que eles não voltaram para a Lua depois das missões Apollo?

Como afirma a NASA, eles estão voltando para a Lua para descobertas científicas, benefícios econômicos e inspiração para uma nova geração de exploradores.

Cristina Barroso
OVNI HOJE
(Reprodução)

A Apolo 17 (7 a 19 de dezembro de 1972) foi a missão final do programa Apolo da NASA e eles nunca mais foram à Lua por alguns bons motivos naquela época.


Agora, depois de 50 anos, algo mudou e com seu programa Artemis, a NASA se prepara para retornar e pousar astronautas na Lua novamente em 2025. Como afirma a NASA, eles estão voltando para a Lua para descobertas científicas, benefícios econômicos e inspiração para uma nova geração de exploradores. Podemos nos perguntar o que essas descobertas poderiam ser, talvez as estruturas feitas pelo homem e objetos (alienígenas) já relatados pelas tripulações da Apolo, mas escondidos do público por mais de 50 anos?
De acordo com o Dr. Greer, o primeiro homem a pisar (oficialmente) na Lua, Neil Armstrong, disse:
“…’Olha, você sabe, se eu fosse adiante e falasse sobre o que realmente aconteceu’, me disseram que Neil Armstrong disse isso para nós, ‘que eu, minha esposa, meus filhos e meus netos todos seriam mortos. Que eles nos matariam de alguma forma. Algum acidente terrível’. E ele diz, ‘eu não vou falar sobre isso’.”
Aqui está um extrato do comunicado de imprensa original. Cientistas e engenheiros da NASA que participaram da exploração de Marte e da Lua relataram os resultados de suas descobertas em um briefing no Washington National Press Club em 21 de março de 1996. Foi anunciado pela primeira vez que estruturas e objetos feitos pelo homem foram descobertos no Lua.
 
Os cientistas falaram de forma cautelosa e evasiva sobre esses objetos, com exceção de um OVNI. Eles sempre mencionaram que objetos feitos pelo homem são possíveis e afirmaram que a informação ainda estava em estudo e os resultados oficiais seriam publicados posteriormente.
Foi mencionado no briefing que a União Soviética possuía alguns materiais fotográficos que comprovavam a presença de tal atividade na Lua e, embora não tenha sido identificado que tipo de atividade, eram milhares de materiais de fotos e vídeos da Apolo. E também a sonda orbital Clementine mostrou muitas partes na superfície lunar onde esta atividade e seus traços eram perfeitamente evidentes.
Os vídeos e fotos feitos por astronautas durante o programa Apolo foram demonstrados no briefing. As pessoas ficaram extremamente surpresas com o fato dos materiais não terem sido apresentados ao público anteriormente por especialistas da NASA.

FONTE

Compartilhe esta notícia, muitos precisam despertar para a realidade.  
Considere apoiar o Tribuna Nacional - Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 
 

Jornal Tribuna Nacional Publicidade 790x90


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
  • 27/12/2022 às 16h18min

    Acho bom os céticos e os sabichões que não gostam de teorias da conspiração começarem a se acostumar.

Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.