20/08/2020 às 10h46min - Atualizada em 20/08/2020 às 10h46min

Dória na mira da PGR

O governo de São Paulo, por exemplo, gastou US$ 44 milhões antecipadamente com respiradores pulmonares da China cuja entrega deveria ter sido iniciada em abril.

Google reprodução
A gestão de 8 governadores são investigadas pela PGR (Procuradoria-Geral da República) por suspeitas de irregularidades em contratos firmados durante a crise do covid-19.

Estão na mira da PGR as gestões de João Dória(PSDB-SP), Wilson Miranda Lima (PSC-AM), Helder Barbalho (MDB-PA), João Azevedo (PSB-PB) e Wilson Witzel (PSC-RJ), além de outros três mandatários que não tiveram os nomes revelados.
As investigações mais avançadas serão as do Estado do Rio de Janeiro e do Pará.



O governo de São Paulo, por exemplo, gastou US$ 44 milhões antecipadamente com respiradores pulmonares da China cuja entrega deveria ter sido iniciada em abril. Até agora, apenas 50 equipamentos de 3.000 contratados chegaram a São Paulo. A operação está no foco de análise pelo Ministério Público e poderá embasar as acusações da PGR contra João Dória. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »