05/07/2022 às 18h48min - Atualizada em 05/07/2022 às 18h48min

Legalização da cannabis e bloqueios COVID-19 aumentaram o uso de cannabis: relatório da ONU

Embora “o uso de cannabis entre adolescentes não tenha mudado muito”, houve um aumento significativo de adultos mais jovens usando produtos de alta potência com mais frequência, disse o relatório.

Luiz Custodio
unodc.org

A legalização da cannabis e os bloqueios do COVID-19 provavelmente contribuíram para o aumento do uso de cannabis, de acordo com um relatório das Nações Unidas .

“A legalização da cannabis parece ter acelerado as tendências ascendentes no uso diário da droga”, disse o Relatório Mundial sobre Drogas da ONU para 2022 ( pdf ), divulgado em 27 de junho.

Locais que legalizaram a cannabis – certos estados nos Estados Unidos, Canadá e Uruguai – aumentaram seu uso e frequência, além de relatar maiores proporções de uso em adolescentes ( pdf ).

No entanto, de acordo com a ONU, o aumento do uso de cannabis começou muito antes da legalização em 2007 a 2008.

Além disso, esses lugares também geralmente mostram uma percepção diminuída dos danos causados ​​​​pela cannabis.

Embora “o uso de cannabis entre adolescentes não tenha mudado muito”, houve um aumento significativo de adultos mais jovens usando produtos de alta potência com mais frequência, disse o relatório.

Um estudo anterior da Universidade de Columbia indicou que a legalização da maconha recreativa aumentou seu uso em certos dados demográficos.

Vários estados dos EUA legalizaram o uso não médico da cannabis, começando com Washington e Colorado em 2012. O Uruguai a legalizou em 2013 e o Canadá em 2018, além de outros lugares, embora o relatório tenha se concentrado nesses três países.

O Canadá e os estados americanos que legalizaram a cannabis – como Colorado e Califórnia – viram um aumento nas visitas ao pronto-socorro como resultado do uso de cannabis, bem como aumentos nas proporções de pessoas com transtornos psiquiátricos relacionados à cannabis e suicídios em todos os lugares que legalizaram a cannabis.

Além disso, “períodos de bloqueio durante a pandemia de COVID-19 levaram a aumentos no uso de cannabis” em 2020 – os dados mais recentes disponíveis – segundo o relatório.

Tendências do uso de drogas durante a pandemia

A cannabis continua sendo uma das drogas mais amplamente consumidas e é a terceira substância mais popular em todo o mundo depois do tabaco e do álcool. O relatório disse que cerca de 284 milhões de pessoas, ou 5,6% da população mundial, usaram drogas como heroína, cocaína, anfetaminas ou ecstasy em 2020.
Desses, 209 milhões usaram cannabis, ocupando 4% da população global.

A produção de cocaína atingiu um novo recorde em 2020 e o tráfico marítimo está crescendo, acrescentou o relatório, com dados de apreensão e tratamento de drogas sugerindo uma expansão fora dos dois principais mercados da América do Norte e Europa para a África e a Ásia.

Os opióides continuam a ser as drogas mais mortíferas, responsáveis ​​por 77 por cento das mortes relacionadas com as drogas no mundo, segundo o relatório. As apreensões globais de opióides estabeleceram um novo recorde em 2020, com mortes por overdose de fentanil a um novo recorde: a estimativa provisória para 2021 é de 107.622 nos Estados Unidos.

O Canadá também relatou um aumento perturbador de 95% nas mortes por overdose de opióides no primeiro ano da pandemia de COVID-19.
 


Dr. Zelenko, que avisou que estava na 'lista de assassinatos das grandes empresas farmacêuticas', é encontrado morto 
Memorando vazado revela escassez de alimentos 'planejada' por Rockefeller anos atrás
CORRA, TEMOS APENAS MAIS SEIS MESES! Dr. Vernon Coleman

Revista Science admite que “vacinas” covid são inúteis e prejudiciais
Investigadores descobrem que a destruição da cadeia alimentar é 'trabalho interno' da 'Nova Ordem Mundial'
Os 7 principais “eventos adversos” pós-vacinação COVID-19 MAIS ASSUSTADORES que estão se tornando mais comuns

Não leia isso se estiver vacinado
Revista Science admite que “vacinas” covid são inúteis e prejudiciais
Angelina Jolie admite ter 'rituais de sangue horríveis dos Illuminati'

 


Considere apoiar o Tribuna Nacional

Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 

GETTR


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.