19/06/2022 às 14h03min - Atualizada em 19/06/2022 às 14h03min

China usando falsos testes de covid como desculpa para congelar bilhões em depósitos, bloquear residentes de contas bancárias

Como punição por tentar protestar, o Partido Comunista Chinês (PCC) está congelando as contas bancárias das pessoas sob o pretexto de que elas magicamente testaram “positivo” para o coronavírus Wuhan (Covid-19).

Luiz Custodio
TheEpochTimes.com

Segundo relatos, alguns residentes chineses agora estão vendo seus aplicativos de “smartphone” covid exigidos pelo PCC ficarem vermelhos quando se aventuram perto de bancos para tentar sacar seu dinheiro, deixando-os incapazes de fazê-lo.

Depois de escanear os códigos de barras do local em Zhengzhou, capital da província de Henan, no centro da China, as pessoas que procuram recuperar seu dinheiro estão sendo automaticamente impedidas pelo aplicativo de acessar qualquer local público, incluindo bancos, banheiros e estações de trem.

Aqueles que veem o “código de saúde” vermelho aparecer em seus smartphones estão sendo obrigados a entrar em quarentena obrigatória em centros de isolamento centralizados, que são basicamente prisões disfarçadas de centros de saúde.

“Eles estão entre as dezenas de milhares de depositantes bancários que lutaram para recuperar suas economias por mais de dois meses”, relata o Epoch Times. (Relacionado: a China comunista impôs recentemente outra rodada de bloqueios estritos, supostamente devido a novas “variantes” da gripe Fauci.)

“A crise começou em abril, quando pelo menos quatro credores em Henan congelaram saques em dinheiro, citando atualizações internas do sistema. Mas os clientes disseram que nem esses bancos nem autoridades desde então ofereceram qualquer informação sobre por que ou quanto tempo o processo levaria, provocando protestos furiosos do lado de fora do escritório do regulador bancário em Zhengzhou em maio.”

 

Tirania é a verdadeira razão para “testes” de covid e “passaportes” para smartphones

Cerca de um milhão de clientes bancários na China não têm mais permissão para acessar seu dinheiro, graças à “falha” do código vermelho, que claramente está sendo usada como arma política para punir aqueles que ousam falar contra o regime maligno.

As economias de muitas pessoas estão agora em jogo, e alguns clientes com necessidades médicas não conseguem mais obter o dinheiro necessário para o tratamento, o que os coloca em risco de morte.

Relatórios indicam que pelo menos US$ 5,91 bilhões em depósitos (aproximadamente 39,7 bilhões de yuans) não são mais acessíveis aos depositantes, de acordo com Sanlian LifeWeek, uma revista administrada pelo PCC.

Outro protesto foi programado em Zhengzhou em 13 de junho para exigir respostas sobre por que os depósitos bancários estão sendo retidos pelo PCC e os devidos proprietários punidos por tentarem acessar esses fundos. Mas o esquema de código vermelho impediu que isso acontecesse.

“Um código vermelho indica o nível mais alto de risco, o que significa que a pessoa testa positivo, esteve perto de um paciente com COVID-19 ou visitou áreas de alto risco de COVID nos últimos 14 dias”, explica o Times . “Os moradores com código vermelho enfrentam duas semanas de isolamento centralizado.”

“O regime chinês adotou sistemas de código QR baseados em cores de três camadas, utilizando big data e tecnologia móvel para rastrear o movimento das pessoas como parte de suas medidas de controle do COVID-19. Os moradores devem apresentar um código verde de saúde em telefones celulares enquanto digitalizam um código de local para cada lugar que visitam.”

Um homem chamado Liu Yong (um pseudônimo) disse à mídia que dirigiu para Zhengzhou na esperança de receber seu dinheiro de volta, apenas para ter seu código de saúde vermelho no momento em que escaneou o código do local na saída da rodovia.

Quando ele saiu de casa, o código de saúde de Liu estava verde. Ele também tinha com ele um resultado de teste PCR negativo. No entanto, ele foi ordenado pela polícia depois que o código vermelho apareceu magicamente para voltar para casa imediatamente e entrar em um centro de quarentena.

“Com o código vermelho, sua estrada de retorno foi bloqueada”, os relatórios explicam sobre a situação de Liu nas mãos do PCC. “Liu não conseguiu fazer uma pausa ou até mesmo usar os banheiros no posto de gasolina enquanto dirigia de volta para Hebei.”
 



Angelina Jolie admite ter 'rituais de sangue horríveis dos Illuminati'
As pessoas não têm 'o direito absoluto de possuir propriedade privada', diz procurador-geral canadense
Lembra quando o adrenocromo era uma “teoria da conspiração”? Agora é conspiração FATO na forma de “transplantes de jovens”
California House aprova lei de “infanticídio” que legaliza o assassinato de bebês recém-nascidos 7 dias ou mais após o nascimento
Vídeo microscópico de bioestruturas projetadas removidas de vasos sanguíneos

 


 

Considere apoiar o Tribuna Nacional
Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 

GETTR


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.