15/08/2020 às 17h03min - Atualizada em 15/08/2020 às 17h03min

Primeira escola municipal cívico-militar do Rio de Janeiro é inaugurada

Localizada na zona norte da cidade, colégio deverá receber mais de 500 alunos

A primeira escola-cívico militar do município do Rio de Janeiro foi inaugurada nesta sexta-feira (14) e contará com 560 alunos e aulas de disciplinas complementares como robótica, iniciação científica e esportes. O Presidente Jair Bolsonaro participou na inauguração da unidade que faz parte do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, uma parceria entre os ministérios da Educação e da Defesa. 

Na Escola Municipal Cívico-Militar General Abreu será possível cursar entre o 6° e o 9° ano do ensino fundamental, em turno único de oito horas, das 7h30 às 15h30. Vinculado às disciplinas comuns da matriz curricular, os estudantes também vão receber aulas de iniciação científica, curso de robótica, artes, vão contar com estudo dirigido e tutoria. Ainda participarão de projetos esportivos. 

“Essa será uma escola onde nós, professores, diretores, prefeitura, por meio de toda a nossa estrutura, vamos fazer com que cada dia mais o ensino da nossa cidade seja de qualidade”, afirmou a secretária municipal de educação do Rio de Janeiro, Talma Suane. 

A secretária acrescentou que os estudantes da escola cívico-militar vão ter três refeições, café da manhã, almoço e lanche da tarde, e atividades extracurriculares no pós-turno. Eles vão poder participar do projeto Orquestra Juvenil Carioca que tem mais de 11 mil alunos e faz da música um meio de inserção na educação. E também da Escola de Lutas, projeto de inserção social. 

Talma Suane destacou a importância da parceria com o Governo Federal no projeto das escolas-cívico militares para oferecer educação de qualidade. “Destaco o início dessa parceria com o Ministério da Educação e o Ministério da Defesa. Tenho a certeza que assim garantiremos um futuro melhor para nossos alunos e para nossa cidade”, disse. 

O prédio da Escola Municipal Cívico-Militar General Abreu está localizado no Bairro do Rocha, Zona Norte da cidade, tem três andares e 24 salas. Serão cerca de 560 alunos divididos em 16 turmas com 35 estudantes cada. 

As escolas cívico-militares 

Pelo Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares os militares atuam no apoio à gestão escolar e à gestão educacional, enquanto professores e demais profissionais da educação continuam responsáveis pelo trabalho didático-pedagógico. 

A proposta é implantar 216 escolas cívico-militares em todo o país, até 2023. A adesão pelos estados e municípios é voluntária, tendo como primeiro marco a implantação do projeto-piloto em 2020. 

Participam da iniciativa militares da reserva das Forças Armadas, que serão chamados pelo Ministério da Defesa. Policiais e Bombeiros militares poderão atuar, caso seja assim definido pelos governos estaduais e do Distrito Federal.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

90.8%
9.2%