13/06/2022 às 13h03min - Atualizada em 13/06/2022 às 13h03min

GRANDE RESET: Nova Zelândia Globalista Controlada para Introduzir 'Imposto Climático' sobre Gado e Ovelha

O objetivo do Fórum Econômico Mundial e de outras organizações internacionais globalistas é arquitetar uma 'Grande Reinicialização' – um governo mundial baseado na histeria climática e no controle social.

Luiz Custodio
bbc.com - weforum.org/

Ambientalistas e elitistas globais auto-ungidos não eleitos inventaram um novo esquema para assumir o controle da indústria agrícola e das escolhas alimentares das pessoas. A nova proposta da Nova Zelândia, controlada pelos globalistas, planeja forçar os criadores de gado a pagar um imposto climático para seu gado e ovelhas, que supostamente produzem muito metano e CO2.

Os pecuaristas da Nova Zelândia mantêm cerca de 10 milhões de cabeças de gado e até 26 milhões de ovelhas. Enquanto as ovelhas são utilizadas principalmente para o consumo e produção de lã, as vacas são utilizadas não só para a produção de carne e produtos à base de carne, mas também para a produção de lacticínios.

Como bovinos e ovinos também são considerados produtores dos chamados  gases climáticos” (CO2, mas acima de tudo metano), o governo da Nova Zelândia agora quer impor um imposto climático sobre esses animais. De acordo com a  BBC , o ministro da Mudança Climática da Nova Zelândia, James Shaw, disse:

“Não há dúvida de que precisamos reduzir a quantidade de metano que estamos colocando na atmosfera, e um sistema eficaz de precificação de emissões para a agricultura desempenhará um papel fundamental em como conseguiremos isso”, disse o ministro de mudanças climáticas da Nova Zelândia, James Shaw. ”

De acordo com o relatório, a lei proposta significa que os agricultores terão que pagar pelas emissões de gases de seu gado a partir de 2025. Além disso, esse plano também fornece incentivos para os agricultores reduzirem as emissões por meio de aditivos alimentares, enquanto o plantio de árvores nas fazendas pode ser usado para compensar as emissões. Um processo extremamente burocrático que gera altos custos para os pecuaristas e trabalho adicional.

O dinheiro do novo imposto climático será investido em pesquisa, desenvolvimento e serviços de consultoria para agricultores, de acordo com o Ministério do Meio Ambiente do país No final, isso tornará a carne bovina e ovina, bem como laticínios e lã da Nova Zelândia, ainda mais caros, mas sem levar a medidas efetivas e de longo prazo que apoiem os chamados planos de proteção climática do governo.

É apenas uma questão de tempo até que outros países de esquerda adotem e implementem essas ideias, especialmente na Europa. Com consequências correspondentes para os preços dos alimentos, é claro. Já houve propostas para cobrar um imposto climático sobre a carne para reduzir o consumo (e, portanto, a produção)Já houve exigências de que para cada tonelada de CO2 liberada na atmosfera durante a produção de leite e carne, deveria ser cobrado um imposto climático de 60 euros. Isso reduziria o consumo de carne em 15%.

Guerra à carne

O objetivo do Fórum Econômico Mundial (WEF) e de outras organizações internacionais globalistas é arquitetar uma 'Grande Reinicialização' – um governo mundial baseado na histeria climática e no controle social. No mundo pós-pandemia “novo e melhorado”, os cidadãos não vão mais comer carne, mas sim “carne falsa criada em laboratório”, “comida artificial”, “insetos”, e você pode lavá-la com “esgoto”.

Conforme relatado no Tribuna Nacional , o Fórum Econômico Mundial (WEF) elogiou repetidamente a ingestão de insetos pelo bem do planeta. Os insetos “são ricos em proteínas, gorduras saudáveis ​​e vitaminas, e podem ser cultivados em escala com uma pegada mínima”, afirmam.




O WEF também se gabou de que as vacas não poderão mais arrotar ou urinar do lado de fora. Eles querem que as vacas comecem a receber Bovaer, um aditivo alimentar da empresa holandesa Royal DSM NV. Apenas um quarto de colher de chá de Bovaer por dia reduzirá os arrotos de metano em um terço para uma vaca leiteira, afirma o WEF. Isso deve tornar a agricultura amiga do clima, mas também economicamente dependente.



Canadá de Trudeau começará a pagar pessoas pobres para serem sacrificadas
TERROR: Confirmada as descobertas dos cientistas sobre o 'Hydra o nano-polvo' encontrado na vax da Pfizer
Alemanha admite 'vacina' Covid 40 vezes mais mortal do que se sabia

'Substância química misteriosa' na atmosfera da Terra está causando aumento repentino de problemas cardíacos, afirmam cientistas
Crianças australianas estão morrendo após a injeção de Covid
Relatórios oficiais do governo sugerem que as autoridades estão usando Monkeypox para encobrir o fato de que as vacinas Covid-19 causam a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida

 


 

Considere apoiar o Tribuna Nacional
Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 

ESTAMOS NO GETTR


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.