14/08/2020 às 22h01min - Atualizada em 14/08/2020 às 22h01min

Em delação, doleiro Messer diz que entregava dólares aos Marinhos, da Globo

Vinicius Mariano
Veja
O doleiro Dário Messer (Reprodução)
O doleiro Dário Messes afirmou ao MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) em depoimento que fazia de 2 a 3 repasses mensais à família Marinho, dona da Rede Globo, com valores que giravam em torno de US$ 50.000 a US$ 300 mil (de 50 a 300 mil dólares) por remessa. A informação foi divulgada pela revista Veja nesta sexta-feira (14).

O depoimento de Messer, investigado na Lava Jato sob acusação de participar de esquemas nacionais e internacionais de lavagem de dinheiro, aconteceu no dia 24 de junho. Na última quarta-feira (12), ele fechou acordo de delação premiada com a Justiça Federal do Estado do RJ.

De acordo com Messer, as transações com os Marinhos eram feitas na sede da Globo, no Rio de Janeiro. Um funcionário do doleiro deixava o dinheiro em espécie com José Aleixo, um empregado da emissora. Messer afirma ainda que os destinatários do dinheiro eram os irmãos Roberto Irineu (presidente do Conselho de Administração do Grupo Globo) e João Roberto Marinho (vice-presidente do Grupo Globo).

Os repasses teriam começado no início dos anos 90, através de Celso Barizon, que foi indicado por Messer para ser gerente da conta dos Marinhos no banco Safra de Nova Iorque, nos EUA. A família depositaria os valores recebidos em espécie para Messer no exterior, por meio da conta gerenciada por Barizon.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »