27/05/2022 às 15h27min - Atualizada em 27/05/2022 às 15h27min

BRASIL, ACORDA! O senador americano Rick Scott apresenta projeto de lei para impedir o perigoso exagero globalista da OMS

Chamando o tratado pandêmico proposto pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de outra instância de “perigoso exagero globalista”, o senador Rick Scott (R-FL) apresentou legislação para limitar os poderes da agência de saúde da ONU.

Luiz Custodio
Breitbart
A legislação do senador Scott seria:Scott disse que quer garantir que os assuntos de saúde pública sejam tratados pelos EUA e não “fantoches” para a China comunista.

Breitbart relata: O presidente do Comitê Nacional Republicano do Senado apresentou  o S.4305 – ou um “projeto de lei para limitar a autoridade da Organização Mundial da Saúde nos Estados Unidos e se opor a emendas à Constituição da OMS que não foram aprovadas pelo Congresso”. Em última análise, o projeto de lei garantiria que a OMS não seria capaz de “impor unilateralmente restrições de saúde pública aos Estados Unidos e violar a soberania nacional da América”, de acordo com o comunicado de imprensa do senador.

A legislação do senador Scott seria:

 
  • Impedir que qualquer funcionário dos EUA trate como obrigatória qualquer diretiva ou ordem emitida pela Assembleia Mundial da Saúde, a OMS ou seus agentes ou filiais.
  • Exigir que os representantes dos Estados Unidos na OMS se oponham a quaisquer mudanças na carta da OMS, a menos que ambas as Câmaras do Congresso votem para adotar a mudança em uma resolução conjunta.

Scott disse em um comunicado:

O "tratado pandêmico" radical da OMS é um perigoso exagero globalista. Os Estados Unidos da América nunca devem dar mais poder à OMS. A OMS é um fantoche de Xi Jinping, controlado pelo Partido Comunista Chinês, e ajudou Pequim a encobrir as origens do COVID-19.

“Devemos aprovar rapidamente este projeto de lei para garantir que os assuntos de saúde pública no país permaneçam nas mãos dos americanos, não fantoches globalistas trabalhando para a China comunista”, acrescentou. 

O projeto de lei proposto vem logo após a Assembleia Mundial da Saúde considerar um tratado de pandemia que “daria à OMS tremendos aumentos de poder e financiamento, transferindo grande parte da autoridade para o controle da pandemia dos países membros para a agência da ONU”, como detalhou o Breitbart News. .

Embora seja improvável que seja aprovado, alguns políticos deixaram claro que a OMS não deveria ter essa autoridade.

“Nós na Flórida, não há como apoiarmos essa coisa da OMS… isso não vai acontecer. De jeito nenhum”, disse o governador da Flórida, Ron DeSantis (R), durante uma entrevista coletiva em Cape Coral, Flórida, esta semana.

“Muitas dessas elites defendem políticas muito perniciosas”, acrescentou.

 

Bill Gates executou o jogo de guerra que simulou a pandemia global de Monkeypox matando milhões
CEO da Pfizer anuncia microchips rastreáveis ​​em pílulas para inaugurar a 'Nova Ordem Mundial'
A corrupção da OMS é a maior ameaça à saúde pública mundial do nosso tempo
Denunciante da ONU: “Monkeypox é uma arma biológica”
EUA compram milhões de vacinas contra Monkeypox após um caso confirmado em Massachusetts
O raro vírus Monkeypox chega, assim como Gates e a OMS 'previram' - vacinas 'milagrosamente' prontas
MEDO POR NOVA DOENÇA CHAMADA MONKEYPOX já leva clínicas do Reino Unido a trazer de volta o distanciamento social
 
 

Considere apoiar o Tribuna Nacional
Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 

ESTAMOS NO GETTR


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.