25/05/2022 às 19h54min - Atualizada em 25/05/2022 às 19h54min

Vacina Monkeypox financiada por Fauci foi aprovada pela FDA em 2019

De acordo com o CEO Paul Chaplin, a Bavarian Nordic já recebeu pedidos de dezenas de países que buscam a vacina e confirmou que a empresa garantiu um contrato para fornecer a vacina para um país não identificado na Europa.

Luiz Custodio
drsambailey.com
A propagação da varíola impulsionou as ações de uma empresa de biotecnologia dinamarquesa chamada Bavarian Nordic A/S , que diz ser a única a produzir uma vacina aprovada para a infecção viral.

“Monkeypox” – quem poderia ter previsto isso?

Bem, dê uma olhada em quem financiou a Bavarian Nordic…. ninguém menos que o Dr Anthony Fauci

 

E veja alguns dos acionistas... notadamente Vanguard e BlackRock.

Dr Sam Bailey relata: Assim como no COVID-19, parece que outras partes também aguardam ansiosamente um mercado que tal “pandemia” apresentaria. Da mesma forma, esses adivinhos estavam preparando vacinas para ir onde nenhuma vacina havia ido antes. Nesse caso, a empresa de biotecnologia Bavarian Nordic obteve aprovação do FDA em 2019 para comercializar  JYNNEOS , uma vacina contra varíola e varíola. Outras autoridades de saúde também foram preparadas para reagir a uma condição anteriormente rara que não preocupava suas nações… até agora, aparentemente. Por exemplo, em 20 de maio de 2022, a Agência de Segurança da Saúde do Reino Unido publicou um  documento intitulado "Recomendações para o uso de vacinação pré e pós-exposição durante um incidente de varíola dos macacos". Como o COVID-19, está começando a parecer que todos os caminhos levam às vacinas novamente…

É apenas uma questão de tempo até que a “rara” vacina contra a varíola dos macacos chegue ao seu bairro.
 

Então, agora que o cenário foi montado, podemos entrar na “ciência” da varíola dos macacos, começando com uma descrição oficial da suposta doença viral. O  CDC afirma  que “A varíola foi descoberta pela primeira vez em 1958, quando dois surtos de uma doença semelhante à varíola ocorreram em colônias de macacos mantidos para pesquisa, daí o nome 'varicela'. O primeiro caso humano de varíola dos macacos foi registrado em 1970 na República Democrática do Congo”. Eles continuam  afirmando  que, “em humanos, os sintomas da varíola dos macacos são semelhantes, mas mais leves do que os sintomas da varíola”. Diz-se que a doença é semelhante à gripe, com a adição de inchaço dos linfonodos e, em seguida, o desenvolvimento de uma erupção cutânea e, em seguida, lesões que progridem de máculas para vesículas e crostas.

Em termos da letalidade da varíola dos macacos, o CDC afirma que, “na África, a varíola dos macacos demonstrou causar a morte de até 1 em cada 10 pessoas que contraem a doença”. Essa taxa de mortalidade de 10% já alimentou a narrativa do medo e também foi usada como a taxa de fatalidade de casos no sonho da varíola dos macacos do NTI. Deve-se notar que historicamente a varíola dos macacos tem sido praticamente desconhecida nos países do primeiro mundo e os casos raros são geralmente em pessoas que chegaram recentemente da África.  

De fato, um dos únicos “surtos” registrados de varíola no primeiro mundo ocorreu nos Estados Unidos em abril de 2003. Casos foram  declarados em 6 estados  e dizem ser causados ​​por roedores que foram importados de Gana para o Texas. Esta foi a primeira vez que a varíola dos macacos foi relatada fora da África e o CDC publicou um  artigo  em 2006 analisando o incidente. O artigo afirma que “ acredita -se que a disseminação do vírus de pessoa para pessoa   ocorra principalmente por meio de exsudatos orofaríngeos infecciosos”, embora esteja claro que isso nunca foi cientificamente estabelecido. Eles continuam dizendo que “acredita-se que o vírus  tenha  sido transmitido de animais africanos” – em outras palavras, é outra história de patógeno que salta de espécies.    

Eles relataram que “indivíduos que tiveram início da doença dentro de 21 dias após a exposição ao MPXV [vírus da varíola] que apresentaram febre (definida como uma temperatura corporal superior a 37,4°C) e erupção cutânea pustular vesicular ou erupção cutânea (potencialmente não caracterizada) mais anticorpos IgM ortopox foram classificados como tendo casos prováveis ​​de infecção”. Agora, 37,4°C não é uma febre em nosso livro, é uma temperatura corporal normal e sugerimos que 37,6°C e acima se qualificam como febre. Observamos em seu gráfico que eles estavam usando a classificação ≥39,4°C, mas isso parece ser um erro, pois em outro artigo, chegaremos em breve, foi novamente 37,4°C. O segundo artigo até disse que a “febre” pode ser subjetiva, então eles parecem estar usando esses critérios frouxos e patologizando um estado normal. Além disso, o relatório semanal do CDC  de 11 de julho de 2003, afirmou que de um total de 71 casos, apenas “dois pacientes, ambos crianças, apresentavam doença clínica grave; ambos os pacientes se recuperaram.” O restante tinha uma variedade de sintomas respiratórios e gastrointestinais.

Os casos do CDC foram confirmados com base em amostras que mostraram “isolamento do vírus da varíola do macaco, detecção de assinaturas de ácidos nucleicos específicas da varíola do macaco, achados positivos de microscopia eletrônica ou achados imuno-histoquímicos positivos”. Demos uma olhada nas micrografias eletrônicas apresentadas pelo CDC, incluindo a  imagem  mostrada abaixo de uma amostra de pele de um dos pacientes. A legenda nos informa que as partículas redondas à direita são vírions imaturos da varíola dos macacos, enquanto as partículas ovais à esquerda são vírus maduros. No entanto, tudo o que eles têm é uma imagem estática de tecido morto e nenhuma conclusão pode ser feita sobre o papel biológico das partículas fotografadas. Nenhum deles demonstrou ser parasita intracelular capaz de replicar doenças e, portanto, não deve ser chamado de 'vírus'.   

Continue lendo aqui
 

 

VEJA AGORA MAIS NOTÍCIAS SOBRE ESSA DOENÇA LOGO ABAIXO:


Documento de Bill Gates de 2021 'previsto' ATAQUE BIOLÓGICO MONKEYPOX(varíola do macaco) em 15 de maio de 2022
Nova orientação do Reino Unido diz que contatos de casos de Monkeypox devem se auto-isolar por 21 dias
Bill Gates executou o jogo de guerra que simulou a pandemia global de Monkeypox matando milhões
Denunciante da ONU: “Monkeypox é uma arma biológica”
EUA compram milhões de vacinas contra Monkeypox após um caso confirmado em Massachusetts
O raro vírus Monkeypox chega, assim como Gates e a OMS 'previram' - vacinas 'milagrosamente' prontas
MEDO POR NOVA DOENÇA CHAMADA MONKEYPOX já leva clínicas do Reino Unido a trazer de volta o distanciamento social
A Grã-Bretanha está armazenando jabs de Monkeypox, pois especialistas temem que muitos casos estejam escapando do radar
Monkeypox agora é visto na Itália e na Suécia – elevando o número de países com casos confirmados ou suspeitos para SETE


 

Considere apoiar o Tribuna Nacional
Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 

ESTAMOS NO GETTR


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.