13/08/2020 às 11h06min - Atualizada em 13/08/2020 às 11h06min

PGR homologa delação que admite envolvimento de Witzel

A Procuradoria Geral da República (PGR) assinou o acordo de delação e segundo informações, admite um esquema de corrupção no setor de saúde e acusa o governador de envolvimento nas irregularidades.

Cristina Barroso
O ministro Benedito Gonçalves, dos Superior Tribunal de Justiça (STJ), homologou o acordo de delação premiada de Edmar Santos, ex-secretário de saúde do Rio de Janeiro, na gestão de Wilson Witzel.

A Procuradoria Geral da República (PGR) assinou o acordo de delação e segundo informações, admite um esquema de corrupção no setor de saúde e acusa o governador de envolvimento nas irregularidades.

O delator demitido em maio deste ano, assumiu o cargo no início do governo, e foi demitido logo após o surgimento de suspeitas de irregularidades envolvendo recursos para combater a pandemia.

Edmar Santos, o delator, se comprometeu a devolver aos cofres públicos nada mais nada menos que R$ 8,5 milhões.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »