16/05/2022 às 16h35min - Atualizada em 16/05/2022 às 16h35min

12 fatos sobre o sarampo que a indústria de vacinas não quer que você saiba

“Todo o objetivo da política prática é manter a população alarmada e, ameaçando-a com uma série interminável de duelos (medo/doenças), todos imaginários.” HL Mencken

Cristina Barroso
Coletividade Evolutiva
(Reprodução)

Quando a vacina do sarampo foi introduzida pela primeira vez, a maioria das pessoas com mais de 15 anos que tinha sarampo selvagem tinha imunidade...

Então, vamos nos estabelecer!!!. Lembre-se que: A gigante indústria farmacêutica, suas revistas médicas, seus estudos fraudulentos financiados por eles mesmo e seus jornais da mídia corporativa são suas ferramentas para moldar a ideia de doenças serem um vilão extremamente mortal que precisa de vacinas e remédios sintéticos - sempre lucrar - sempre estiveram e estão trabalhando para nos transformar na "terra do lar do intimidado e do escravo amedrontado".
 

12 Fatos sobre o sarampo

1) O sarampo é geralmente uma doença infantil leve e autolimitada. Qual o tratamento para o sarampo? Vacina? Não! O sarampo geralmente se resolve sozinho em quase todos os casos, geralmente apenas repouso e hidratação são necessários. Quando o tratamento é recomendado, as opções incluem o seguinte:
 
  • Vitamina A em altas doses
  • Imunoglobulina (disponível para pacientes imunocomprometidos, como aqueles em quimioterapia) 
  • O medicamento antiviral, ribavirina
 
2) Desde 2000, houve nove mortes por sarampo nos EUA. Desde 1986, houve 415 mortes associadas à vacina MMR, de acordo com o Vaccine Adverse Event Reporting System. O vilão sempre foi a indústria farmacêutica e seus asseclas lobistas. ( Relacionado: Depoimento bombástico do médico diante do Congresso revela como as vacinas MMR aumentam mortes por sarampo )
 
3) Em 1962, o CDC atribuiu 408 mortes ao sarampo de uma população de 186 milhões (risco = 2 / 1.000.000 - cerca do dobro do risco de morrer por raios). Veja também: Pesquisa do governo confirma que surtos de sarampo são transmitidos pelos vacinados
 
4) O risco de mortalidade por sarampo é muito maior entre as crianças desnutridas; A ciência contemporânea sugere que a vitamina A pode reduzir esse risco em mais de 80%, como mencionado logo acima.
 
5) A vitamina A “natural” não pode ser patenteada, então a indústria farmacêutica não tem interesse em promovê-la. Mas o eugenista Bill Gates tem muita a ganhar com suas vacinas contagiosas.
 
6) Ao contrário da vacina MMR da Merck, a infecção selvagem pelo sarampo confere imunidade vitalícia ao sarampo. Ter sarampo na infância também pode reduzir o risco de doença atópica , doenças cardíacas , linfomas de Hodgkin e não Hodgkin e alguns outros tipos de câncer .
 
7) Enquanto isso, a MMR está associada a taxas de convulsão cinco vezes maiores do que as associadas ao sarampo selvagem, além de danos cerebrais , encefalite , doença de Crohn, colite ulcerativa e dezenas de outros eventos adversos graves.
 
8) Metade das crianças nos estudos clínicos da Merck sofreu sérios problemas gastrointestinais dentro de 42 dias após a vacinação.
 
9) A vacina MMR da Merck fornece escassos anticorpos maternos para proteger bebês em seu primeiro ano quando eles são muito jovens para a vacina, colocando os bebês em risco de danos cerebrais e morte.
 
10) Ao contrário da promessa da Merck, a vacina MMR raramente fornece imunidade vitalícia, colocando adultos pós-puberdade em risco elevado de ferimentos graves ou morte.
 
11) De acordo com o Lancet Infectious Diseases, o sarampo se tornou mais grave em coortes de bebês e adultos, uma vez que a imunidade baseada em vacina diminui a vulnerabilidade de adultos desprotegidos e crianças vulneráveis ​​devido à perda de imunidade passiva das mães.
 
12) Da mesma forma, em vez de fornecer a prometida imunidade vitalícia, o componente de caxumba da MMR simplesmente retarda as infecções da caxumba até depois da puberdade, quando pode causar esterilidade em homens e mulheres.
 
A vacinação não garante imunização e doenças infecciosas rotineiramente surgem em comunidades altamente vacinadas.
 

+ Uma doença de pele bizarra está se espalhando misteriosamente no Reino Unido  

ATENÇÃO! Pessoas Vacinadas Emitindo Endereços MAC; O que está causando esse fenômeno?  

Número sem precedentes de mulheres com evento ginecológico raro após vacina Covid

Considere apoiar o Tribuna Nacional
 Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 







ESTAMOS NO GETTR   



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.