11/08/2020 às 11h19min - Atualizada em 11/08/2020 às 11h19min

Caminhoneiros entrarão em greve pelo impeachment dos Ministros do STF

Ramiro declara ainda que o movimento não reconhece mais o STF e Congresso como poderes da República Federativa do Brasil.

Cristina Barroso
Yahoo reprodução
Circula na internet áudio do líder dos caminhoneiros Ramiro, divulgando a paralização da categoria em 7 de setembro.
O movimento exige que os pedidos de impeachment dos Ministros do STF sejam votados no Congresso.

“Então pessoal ou a gente dá um basta nesses caras ou esses caras vão provocar a ruína desse país e a gente vai virar uma Venezuela mais rápido do que se imagina. Acabou o auxílio emergencial não tem mais de onde tirar.  Ou a gente se levanta, já que o presidente não pode fazer nada, e a gente vai com a faca nos dentes, vamos com força pra cima desse cenário do STF, estão num conluio criminoso pra se protegerem e perpetuarem a corrupção”, declara Ramiro.

O movimento faz um convite a população para aderirem a paralização total do país caso o Congresso não coloque em votação o impeachment dos ministros do STF.

Prossegue

“Se preparem 7 de setembro de 2020, é um convite que eu faço ao povo de bem desse país, a classe produtora, agro negócio, pessoal que ainda está trabalhando,  pessoal da rodagem que está sendo a banda do Titanic está mantendo a sociedade abastecida, vamos agora pra cima, vamos combinar de todo mundo trancar tudo, parar tudo, de 8 de setembro em diante, vamos salvar todo aqueles que a gente conhece que faliram, que perderam seus  empregos, mais de 40 mil suicídios de pessoas  que não  suportaram as consequências dessa sacanagem que os governadores e prefeitos fizeram acobertados pelo STF que está acobertado pelo Senado”.

Ramiro declara ainda que o movimento não reconhece mais o STF e Congresso como poderes da República Federativa do Brasil.
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »