02/05/2022 às 09h56min - Atualizada em 02/05/2022 às 09h56min

INACREDITÁVEL: Entrevista BOMBÁSTICA revela uma conexão chocante entre veneno de cobra, COVID-19 e vacinas de mRNA

As cobras têm a capacidade de desenvolver toxinas mais específicas e altamente potentes que fazem com que os corpos de suas vítimas se voltem contra si mesmos após a injeção

Cristina Barroso
Natural Health 365
)Reprodução)
Em 11 de março de 2020, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o surto de COVID-19 uma pandemia global. Esse dia marcou o momento da história em que governos em todo o mundo receberam suas ordens de marcha e decidiram travar uma guerra contra seus cidadãos sob o pretexto de conter o vírus. 
É quase inconcebível que o mundo inteiro tenha parado bruscamente devido a uma campanha de medo orquestrada globalmente sobre um vírus que nunca foi isolado e pode nunca ter existido.

Infelizmente, a maioria concordou com as medidas de mitigação opressivas, como bloqueios, injeções de terapia genética de mRNA e mascaramento universal, sem nunca levantar uma única pergunta sobre se isso era necessário em primeiro lugar. Embora a maioria esteja dormindo o tempo todo, outros estão bem acordados, buscando incansavelmente respostas para muitas perguntas não respondidas. 

Por exemplo, podemos dizer com certeza que a causa da doença pandêmica foi o chamado novo coronavírus? Ou apenas acreditamos no que nos dizem?
Esta informação vai chocar a maioria das pessoas .

Quiroprático aposentado afirma que o COVID-19 NÃO é um vírus; Pandemia é causada por envenenamento por veneno de cobra

Dr. Bryan Ardis é um quiroprático aposentado no Texas. 
Ao longo da pandemia, ele vem criticando veementemente as autoridades governamentais por fabricarem o medicamento tóxico, o Remdesivir, o único medicamento antiviral autorizado pela FDA para o tratamento da COVID-19. 
Ele achou nefasto que o FDA tornasse uma terapia experimental com um perfil de segurança desastroso a única opção de tratamento para COVID, ao mesmo tempo em que proibia medicamentos seguros e eficazes.

Ele sabia que algo maligno estava em jogo. 
Algo tão maligno que ninguém poderia imaginar.


Em 11 de abril de 2022, o Dr. Ardis se apresentou e fez sérias alegações sobre as origens do COVID-19 . Em um vídeo em estilo documentário intitulado “ Watch the Water ”, ele revelou sua extensa pesquisa que liga moléculas de veneno de cobra à pandemia de COVID-19. Dr. Ardis alega que peptídeos e proteínas de veneno de cobra foram usados ​​para criar a ilusão de um surto de infecção respiratória, levando as pessoas a tratamentos hospitalares experimentais e injeções de mRNA .

Durante a entrevista, ele cita evidências que provam que o veneno de cobra também está presente nas injeções de mRNA e no medicamento tóxico Remdesivir, obrigatório por Fauci, administrado a pacientes com COVID-19 em hospitais nos Estados Unidos.

Embora passar da teoria do morcego para a teoria do laboratório de ganho de função e agora para uma nova teoria do veneno de cobra possa ser muito difícil para muitos, a pesquisa e as alegações do Dr. Ardis não devem ser descartadas. 
As evidências citadas são certamente contundentes e apontam para um cenário plausível que deve ser explorado e investigado.

Você pode assistir o documentário inteiro aqui .

FATO: Tudo sobre a pandemia tem sido uma série de mentiras

Independentemente do que você pensa sobre a validade das alegações do Dr. Ardis, é inegável que a narrativa oficial da pandemia não passou de uma série de mentiras, mentiras e mais mentiras. De fato, a lição mais importante que todos devemos aprender com a pandemia é NÃO confiar no que as agências governamentais de “saúde” nos dizem, pois a Big Pharma claramente as possui.

Da mesma forma, a grande mídia nada mais é do que o braço de propaganda das agências governamentais de propriedade da Big Pharma. Quantas vezes você já ouviu algo na TV o oposto do que era realmente verdade? Aqui estão alguns exemplos de mentiras flagrantes pelas quais milhões caíram:
  • Ouvimos dizer que o Remdesivir foi o único medicamento para tratar o COVID-19. Não importa que a droga comprovadamente cause danos nos rins em uma grande porcentagem de pacientes. Não importa que ameace a saúde pulmonar e seja ineficaz para ajudar os pacientes com COVID a se recuperar. Esqueça que outras alternativas altamente eficazes estão disponíveis – mas suprimidas todos os dias!
  • Testemunhamos a campanha agressiva da mídia para desacreditar medicamentos seguros e eficazes, como a ivermectina e a hidroxicloroquina, alegando que não funcionavam.
  • Fomos informados de que os jabs experimentais de mRNA eram seguros e eficazes. Mas eles são realmente assim?
  • Disseram-nos para usar uma máscara para achatar a curva, apenas para descobrir mais tarde que as máscaras eram totalmente ineficazes para conter o vírus.
  • Que tal ficar a um metro e meio de distância, fechar seus negócios, aceitar bloqueios, mandatos e, finalmente, abrir mão de suas liberdades fundamentais? Nenhuma dessas medidas se mostrou necessária nem justificada. No entanto, foi-nos dito para aquiescer.
Você pode realmente confiar nas autoridades de saúde do governo?

Estudo de 2005 mostra que venenos de cobra são “uma das armas biológicas mais sofisticadas da natureza”

Pedimos que você use discernimento e pensamento crítico antes de denunciar a teoria do veneno de cobra do Dr. Ardis. Faça sua pesquisa para investigar mais antes de formar uma opinião. Vivemos em tempos sem precedentes, quando as coisas podem ser diferentes do que parecem. Embora o uso de veneno de cobra como arma biológica possa parecer absurdo, a ideia não é nova.

De fato, em um estudo de 2005, um cientista da Universidade de Melbourne, na Austrália, realizou uma “análise abrangente da origem e evolução de uma das armas biológicas mais sofisticadas da natureza: veneno de cobra”.  

Os cientistas sabem há mais de uma década que as cobras têm a capacidade de desenvolver toxinas mais específicas e altamente potentes que fazem com que os corpos de suas vítimas se voltem contra si mesmos após a injeção.

Além disso, o veneno de cobra tem sido amplamente utilizado no desenvolvimento de medicamentos. Confira a empresa sediada no Reino Unido chamada Venomtech, se gabando de ter a maior biblioteca de 20.000 peptídeos, proteínas e pequenas moléculas de origem natural derivadas de veneno para seus clientes farmacêuticos escolherem.

O tempo dirá se a teoria do veneno de cobra é válida. Enquanto isso, pedimos que você faça sua pesquisa e tenha cuidado especial antes de confiar nas informações das autoridades de saúde do governo e da mídia tradicional.

As fontes para este artigo incluem:
NIH.gov
Rumble.com
ScienceDaily.com
NIH.gov
Venomtech.co.uk

 

Médico treinado pela Mayo diz que o câncer aumentou 20 vezes em pacientes vacinados com COVID-19
Uma Carta Aberta aos Pais e Pediatras e um Apelo à Suspensão Imediata das Vacinações Covid
+ ATENÇÃO! Novo estudo confirmando que vacina COVID causa hepatite autoimune grave é publicado dias após a OMS emitir 'alerta global' sobre nova hepatite grave entre crianças

Considere apoiar o Tribuna Nacional
Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 







NOSSAS REDES:
GETTR
TELEGRAM 
BOMPERFIL
TWITTER 



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.