08/08/2020 às 02h08min - Atualizada em 08/08/2020 às 02h08min

Gilmar Mendes manda soltar Alexandre Baldy, secretário de Doria que foi preso

Vinicius Mariano
Alexandre Baldy e João Doria (Reprodução)
O ministro do STF Gilmar Mendes, indicado pelo tucano FHC à Corte em 2002, mandou soltar na noite desta sexta-feira (7) Alexandre Baldy, o Secretário de Transportes do governador de SP, João Doria (PSDB). Baldy foi preso na quinta-feira (6) por suspeita de fraudes em contratos da área de saúde, na operação Dardanários, um desdobramento da operação Lava Jato. 

Antes de o ministro Gilmar Mendes ter soltado Baldy, a defesa recorreu ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região, porém o desembargador Abel Fernandes Gomes negou o pedido de habeas corpus alegando que a autorização de medidas de busca e apreensão e a prisão temporária de 5 dias não causariam risco à atividade de secretário de Transportes, que pediu afastamento do cargo. Além disso, segundo o desembargador, há provas que vinculam Baldy ao esquema.

O Ministério Público acusa Alexandre Baldy de influenciar contratos em troca de propina se valendo dos cargos de deputado federal e Ministro das Cidades, que exerceu durante o governo do ex-presidente Michel Temer. Dentre os contratos investigados, está o de organizações sociais (OSs) com o Hospital de Urgência da Região Sudoeste Dr. Albanir Faleiros Machado (Hurso), em Goiás, estado pelo qual Baldy se elegeu deputado em 2014.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

90.0%
10.0%