05/08/2020 às 14h35min - Atualizada em 05/08/2020 às 14h35min

Trump critica atletas ajoelhados em defesa do Black Lives Matter

''É um grupo marxista'', disse ele sobre o BLM

Kaio Lopes
FOX NEWS
Durante a NBA, atletas se curvam ao marxismo (CORREIO DO POVO - REPRODUÇÃO)
Em entrevista concedida ao talk-show ''Fox & Friends'', nesta quarta-feira, (04), o presidente Donald Trump criticou a postura dos atletas profissionais da NBA e outros esportes, quando se ajoelham ao toque do hino norte-americano em alusão às manifestações eclocidas pelo movimento Black Lives Matter. Trump questiona, em suas palavras, o compartamento do grupo. 

''Black Lives Matter, quando começou? Marchando pela rua e gritando 'porcos em um cobertor, frite-os como bacon'. Eles estavam conversando sobre policiais e mulheres'', afirmou. Ele continua a crítica e diz que o BLM é um grupo marxista: ''De repente, isso está assumindo um ar de grande respeitabilidade. Bem, como isso começa por aí? É um grupo marxista. É um grupo marxista que não está procurando coisas boas para o nosso país e agora vejo essas ligas (se referindo às ligas nacionais de basquete) ajoelhadas''. 

As declarações sequenciam a ameaça do deputado estadual republicano, Sean Roberts, de Oklahoma, propondo multa aos jogadores do City Thunder, caso se ajoelhassem durante a execução do hino nacional antes da partida. Roberts considera que os integrantes da NBA, nessas situações, colaboram para o desfinanciamento policial e a destruição de núcleos familiares. 

O presidente reiterou suas palavras: ''Quando vejo pessoas ajoelhadas durante o jogo e desrespeitando nossa bandeira e nosso hino, o que eu faço pessoalmente é desligar o jogo e as classificações para o basquete são muito baixas. Ouvi dizer que alguns outros estão muito abatidos, incluindo basebol. De repente, agora o beisebol está em ação. Temos que defender nossa bandeira. Temos que defender nosso país. Temos que defender o nosso hino e muitas pessoas concordam com isso. Ei, se eu estiver errado, vou perder uma eleição e tudo bem comigo. Eu sempre defenderei nosso país e nossa bandeira''.

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

90.0%
10.0%