24/01/2022 às 21h25min - Atualizada em 24/01/2022 às 21h25min

Israel com 4ª dose da vacina covid quebra recorde mundial em casos de coronavírus

Em mais uma novidade relacionada à pandemia, Israel é agora o país número um do mundo em novas infecções por coronavírus per capita, com uma taxa diária de 0,6% da população com testes positivos.

Luiz Custodio
timesofisrael.com / breitbart.com

Em mais uma novidade relacionada à pandemia, Israel é agora o país número um do mundo em novas infecções por coronavírus per capita, com uma taxa diária de 0,6% da população com testes positivos.

Israel tem visto liderar o mundo em muitos aspectos relacionados à pandemia. Foi o primeiro país a fechar suas fronteiras quando o surto começou em março de 2020. Um ano depois, tornou-se o primeiro país a inocular agressivamente sua população com a vacina Pfizer/BioNTech.

VEJA TAMBÉMTriplamente vacinados estão desenvolvendo Síndrome da Imunodeficiência Adquirida em ritmo alarmante segundo dados do Governo do Reino Unido

Tornou-se o primeiro país a introduzir uma dose de reforço, bem como o primeiro a introduzir um quarto emprego da vacina para mais de 60 anos e populações em risco. Espera-se agora que seja o primeiro país a começar a administrar doses de reforço para crianças com mais de cinco anos.

Israel também adotou a abordagem mais agressiva do mundo para deter a Omicron. Apesar disso, os números subiram tanto que o painel do Ministério da Saúde caiu, com o ministério interrompendo a contagem completamente.

De acordo com estatísticas do  Our World in Data,  0,6% da população estava testando positivo por dia. Mas o professor Eran Segal, um dos principais especialistas em saúde e conselheiro do governo israelense, observa que a duvidosa distinção de ser o primeiro na taxa de infecções também pode ser devido ao alto volume de testes realizados todos os dias.

Eran continuou dizendo que Israel está quase no pico da onda atual, a quinta do país, e que os números devem diminuir em uma semana ou mais.

“Durante a próxima semana, começaremos a ver uma diminuição no número de infecções. Já vimos uma diminuição nas infecções em pessoas com mais de 60 anos. Esta semana chegaremos a 50.000 ou 40.000 casos por dia”,  disse Segal ao Channel 12.

A partir de quinta-feira, o país eliminará a quarentena para crianças expostas a portadores de coronavírus. Aqueles que testarem positivo ainda serão obrigados a se isolar por um período mínimo de cinco dias.

O número de pacientes gravemente doentes subiu para 732 no fim de semana. 68 israelenses morreram de coronavírus na semana passada, elevando o número de mortos para 8.393.

 

Considere apoiar o Tribuna Nacional
Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 


ESTAMOS NO GETTR


 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.