19/01/2022 às 20h54min - Atualizada em 19/01/2022 às 20h54min

Executivos de Big Tech propõem criar úteros sintéticos: 'Mulheres são obsoletas'

Vários executivos da Big Tech propuseram a substituição do parto natural por úteros sintéticos, argumentando que tal tecnologia tornará o papel das mulheres no parto 'obsoleto'.

Luiz Custodio
rt.com
Depois que o CEO da Tesla, Elon Musk, alertou na terça-feira que a sociedade  “deveria estar muito mais preocupada com o colapso populacional”,  colegas executivos da Big Tech apresentaram uma solução controversa para o declínio das taxas de natalidade.
 

“Deveríamos investir em tecnologia que tornasse ter filhos muito mais rápido/fácil/mais barato/mais acessível… úteros sintéticos, etc”,  propôs  Sahil Lavingia, fundador da plataforma de negociação de produtos digitais Gumroad.

Relatórios da RT.com : Vitalik Buterin, cofundador da criptomoeda Ethereum, concordou, argumentando que as mulheres poderiam continuar trabalhando se o  “fardo da gravidez”  fosse substituído por úteros sintéticos.

VEJA TAMBÉM: 
ISSO É IMORAL: Abastecimento de alimentos da América fertilizado com restos humanos e revestido com nanopartículas

Buterin – que tem um patrimônio líquido estimado em US$ 1,46 bilhão – afirmou que terceirizar a gravidez para máquinas pode significar  “reduzir significativamente a desigualdade”  de riqueza entre os gêneros.

Embora Lavingia e Buterin tenham recebido algum apoio nas mídias sociais, a maioria das reações foi esmagadoramente negativa, com críticos comparando a ideia aos humanos criados em laboratório de 'The Matrix'.

“Isso é tão distópico… por que não criar um sistema em que qualquer pessoa que contribua para a sociedade ganhe o suficiente para construir uma família, comprar uma casa e viver em vez de ser constantemente precificado pela inflação?”  sugeriu  uma pessoa.

O jornalista Amil Niazi  twittou :  “A razão pela qual a maioria das pessoas [estão] escolhendo não ter filhos não os está tendo não é porque eles não têm úteros sintéticos rápidos e fáceis, é porque cada vez mais parece que você precisa ser um milionário para tê-los."

 

Em 2019, cientistas na Holanda  afirmaram  que estavam a 10 anos de criar o primeiro útero artificial do mundo. Essa tecnologia, no entanto, destina-se a ser usada para proteger bebês prematuros, em vez de substituir completamente a gravidez natural.

 

Considere apoiar o Tribuna Nacional
Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 


ESTAMOS NO GETTR



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.