27/12/2021 às 10h36min - Atualizada em 27/12/2021 às 10h36min

CONFIRA: Análise de dados de lesões de futebol de 2015-2021. As lesões cardíacas são mais frequentes no ano de 2021?

Têm havido muitas manchetes sobre colapsos e mortes de jogadores de futebol recentemente, e há alegações de que isso está acontecendo com muito mais frequência este ano do que você normalmente esperaria.

Luiz Custodio
transfermarkt.com

Muitas listas foram compiladas para este ano, com uma série de artigos de notícias sobre esses casos acontecendo.

Alegações foram feitas de que essas lesões podem estar relacionadas às vacinas COVID-19 como, por exemplo, a miocardite éligadoa vacinas de mRNA, como Pfizer e Moderna .

Há também um resumo no jornal 'Circulation' da American Heart Association escrito por cardiologistaSteven Gundryno qual ele detalha os resultados dos testes de marcadores de inflamação do coração de centenas de pacientes que receberam as vacinas. Aqueles que tomaram a vacina apresentaram níveis elevados, o que indica um aumento de mais de 200% no risco de doença cardíaca em 5 anos. Não foi encontrada uma boa comparação dos problemas relacionados ao coração no futebol em 2021 com os anos anteriores, então como podemos saber se há um número maior de lesões cardíacas este ano do que antes?

Foi tomada a decisão revisar os dados de Transfermarkt.com.

Transfermarkt.com

Foi criado um um roteiro para revisar todas as páginas de lesões, para todos os jogadores. Demorou um pouco para rastrear mais de 900.000 páginas, mas aqui apresentamos as descobertas.

Exemplo de página destacando essas lesões:

 






Esses dados indicam que as lesões cardíacas foram muito mais frequentes neste ano do que em todos os outros anos anteriores.

Nos outros anos, além de 2021, houve um total de 89217 lesões , com um total de 100 doenças cardíacas , (0,11%) em média. E em 2021, foram 19912 lesões , com 44 doenças cardíacas (0,22%). Este é um aumento de 100% na taxa de doenças relacionadas ao coração.

Parece claro que há significância estatística para este número. A questão é - o que causou isso? É o COVID-19 , as vacinas ou algo totalmente diferente?

Há mais de 99% de chance de que essas doenças cardíacas não sejam um acaso estatístico.


Azul = Todos os outros anos, Vermelho = 2021

Lesões mais frequentes em 2021 do que a média esperada

Portanto, aqui, “Heart Condition” também se destaca para o ano atual, pois os dados indicam o dobro da média dos outros anos.Essa média também considera a média total por lesão contada para tratar razoavelmente anos em que havia menos lesões acontecendo.

Outra lesão que se destaca é a “contratura” , que é um encurtamento permanente de um músculo ou articulação. Essa lesão também se destacou em 2020, mas não nos outros anos.

Portanto, a “contratura” também se destaca aqui, mas, por via das dúvidas, vamos também revisar 2019 como uma comparação.

Parece também que alguns casos de COVID-19 , embora eu tenha removido essas lesões da lista, podem ter sido classificados como “ Infecção por vírus ”.

Lesões cardíacas contam por trimestre do ano solicitado

No geral, isso dá uma impressão que não descarta que essas doenças cardíacas sejam causadas pela vacina.

Conjectura de frequência

No banco de dados, foi rastreado mais de 900.000 perfis, mas nem todos são jogadores ativos e as lesões não são rastreadas em detalhes para jogadores de perfil inferior. A maioria dos jogadores cujas lesões são rastreadas deve ter pelo menos uma lesão a cada 2-3 temporadas.

Foram escolhidos alguns artigos de notícias de listas sobre problemas cardíacos que aconteceram em jogadores de futebol em 2021 , e muitos deles não pareciam ter “ Doença Cardíaca ” listada como lesão emTransfermarkt. Portanto, parece seguro dizer que nem todas as lesões, especialmente para jogadores de baixo perfil, estão sendo bem monitoradas.

Então Foi decidido contar todos os jogadores que tiveram alguma lesão registrada em 18/19, 19/20 ou 20/21. O número total foi 26085 .

Em 2021, havia 44 doenças cardíacas , o que significa que a frequência seria de cerca de 1 em 600.

O excesso de doenças cardíacas é de 30, e se, por exemplo, esperamos que 70% dos jogadores tenham recebido vacinas, isso significaria 30 doenças cardíacas por 18.259 jogadores vacinados. Ou da mesma forma, cerca de  1 em 600 .

Conclusão

Considere apoiar o Tribuna Nacional
Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 


ESTAMOS NO GETTR


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.