17/12/2021 às 13h23min - Atualizada em 17/12/2021 às 13h23min

África do Sul: Apenas 1,7% hospitalizado por Omicron

Comparado a 19% durante a onda anterior.

Luiz Custodio
summit.news / businesstech.co.za / infowars.com
 

Por Paul Joseph Watson

O Ministro da Saúde da África do Sul, Joe Phaahla, disse hoje que apenas 1,7% dos casos de COVID na atual onda de Omicron estão sendo hospitalizados em comparação com 19% na onda anterior e que a grande maioria dos casos são "bastante leves".

“Na onda atual, apenas 1,7% dos casos da Covid estão sendo hospitalizados, uma média de menos de 350 casos diários nas últimas duas semanas, contra uma média de mais de 800 na onda anterior, em uma média de 19%,” relata Business Tech com base na declaração de Phaahla.

Gauteng, a província que inclui Joanesburgo, também viu um declínio na taxa de positividade para 25%, o que significa que a onda de Omicron pode ter passado de seu pico naquela região.

De acordo com os dados, as hospitalizações também são mais baixas em todas as faixas etárias, contradizendo as afirmações do Reino Unido de que seria mais atingido devido à sua população mais velha.

 

 

Como destacamos ontem, Phaahla disse que as taxas de hospitalizações e mortes permanecem "relativamente baixas", acrescentando que não havia necessidade de aumentar o nível de restrição e dizendo aos sul-africanos para aproveitarem o Natal.

Essas boas notícias aparentemente não são bem-vindas aos governos do Reino Unido, que continuam a impor medidas mais draconianas que serviram para todos, exceto para cancelar o Natal, apesar do fato de que apenas 15 pessoas foram hospitalizadas com Omicron e apenas uma pessoa morreu.

Na Inglaterra, o professor Chris Whitty parece estar ignorando dados da África do Sul para fazer previsões apocalípticas sobre haver mais de 4.000 hospitalizações por dia de Omicron.

Há também uma obsessão contínua em insistir que é "muito cedo" para fazer julgamentos sobre os dados vindos da África do Sul, apesar de tais dados confirmarem que o Omicron é moderado e não está causando a sobrecarga dos hospitais.

 

Considere apoiar o Tribuna Nacional
Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 




ESTAMOS NO GETTR  



Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.