15/12/2021 às 12h19min - Atualizada em 15/12/2021 às 12h19min

Estudo da África do Sul afirma que a variante do Omicron é mais suave, mas mais resistente a vacinas

De acordo com a análise de dados da África do Sul, a variante Omicron do COVID-19 é mais branda e tem menor probabilidade de levar à hospitalização, mas também é mais resistente às vacinas.

Luiz Custodio
Redaçãp

A análise mostrou que os indivíduos que receberam duas doses da vacina Pfizer ficaram cerca de 70% protegidos contra hospitalização se infectados com a variante Omicron. 

Para a variante Delta, os indivíduos com a mesma vacina estavam 90% protegidos contra hospitalização. A análise também descobriu uma queda na eficácia da vacina da Pfizer na prevenção da infecção contra o Omicron, de 80% durante a onda da variante Delta para cerca de 33% durante a ascensão da Omicron. 

Embora as descobertas sejam preliminares e ainda não revisadas por pares, elas parecem sugerir que a variante Omicron é transmitida com mais facilidade. A taxa de novos casos de COVID-19 na África do Sul quadruplicou nas últimas duas semanas, mas a taxa de mortalidade permaneceu praticamente a mesma. 

Até terça-feira, apenas uma morte foi atribuída à Omicron em todo o mundo.

Os pontos de venda em todo o espectro cobriram a análise com destaque.

 

Considere apoiar o Tribuna Nacional
Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 




ESTAMOS NO GETTR  



Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.