14/12/2021 às 12h03min - Atualizada em 14/12/2021 às 12h03min

Facebook confessa no tribunal: 'Os verificadores de fatos estão cheios de merda'

Executivos do Facebook foram forçados a admitir que o programa de checagem de fatos - que visa principalmente silenciar a mídia independente - é um golpe altamente partidário.

Luiz Custodio
Breitbart.com

A admissão bombástica surgiu durante o processo do Facebook com John Stossel, que está processando a gigante da Big Tech por difamação sobre sua decisão de adicionar rótulos de "checagem de fatos" em seu conteúdo sobre a mudança climática.

Da página dois da  declaração judicial do Facebook :

Além desse limite, o problema da Seção 230, a reclamação também não apresenta uma reclamação por difamação. Por um lado, Stossel falha em pleitear fatos que demonstrem que Meta agiu com malícia real - o que, como uma figura pública, ele deve fazer. Por outro lado, as afirmações de Stossel se concentram nos artigos de checagem de fatos escritos pelo Climate Feedback, não nos rótulos afixados na plataforma do Facebook. Os rótulos em si não são falsos nem difamatórios; pelo contrário, constituem opinião protegida. E mesmo que Stossel pudesse atribuir as páginas separadas do Climate Feedback ao Meta, as declarações contestadas nessas páginas também não são falsas nem difamatórias. Qualquer uma dessas falhas condenaria a reclamação de Stossel, mas a combinação torna qualquer emenda fútil.

 

Relatórios do Breitbart.com : Facebook, agora se autodenominado "Meta", afirma que Stossel precisa "atribuir páginas separadas do Climate Feedback ao Meta" por causa da terceirização da censura da empresa de tecnologia para verificadores de fatos terceirizados, compostos por organizações de mídia liberais e organizações sem fins lucrativos. O Facebook usa esse sistema para se distanciar da responsabilidade de qualquer verificação de fatos, argumentando que as decisões são tomadas por terceiros e não pela própria empresa.

No entanto, a empresa ainda age de acordo com essas decisões afixando etiquetas nas mensagens que foram “verificadas pelos fatos” e suprimindo seu alcance na plataforma.

 

Considere apoiar o Tribuna Nacional
Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 




ESTAMOS NO GETTR  



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.