13/12/2021 às 19h24min - Atualizada em 13/12/2021 às 19h24min

Presidente dispara contra passaportes de vacinas, diz que 'preferia morrer a perder a liberdade'

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro, que atualmente luta arduamente para evitar que a medida discriminatória seja imposta em nível federal em seu país, comparou passaportes para vacinas com coleiras de cachorro

Luiz Custodio
greatgameindia.com / finance.yahoo.com

Bolsonaro disse à imprensa no Palácio do Planalto, em Brasília, nesta terça-feira que “prefere morrer” que perder sua liberdade.

“Perguntamos [ao regulador de saúde], por que o passaporte de saúde? O que é essa coleira que eles querem colocar no povo brasileiro? Onde está nossa liberdade? Prefiro morrer a perder minha liberdade ” , disse ele .

Relatórios do GreatGameIndia : Após as declarações, o ministro da Saúde brasileiro, Marcelo Queiroga, confirmou que o governo cancelou a exigência de um certificado de injeção Covid-19 para viajantes que entram no país, dizendo aos jornalistas que “as pessoas não podem ser discriminadas entre vacinados e não vacinados para impor restrições. ”

 

“Às vezes é melhor perder a vida do que a liberdade”, acrescentou Queiroga.

O órgão regulador nacional de saúde, a Anvisa, recomendou que os viajantes estrangeiros se vacinassem e apresentassem comprovante de vacinação nos aeroportos, com a decisão do Supremo Tribunal Federal de que o governo deve finalizar sua posição nesta semana.

 

Considere apoiar o Tribuna Nacional
Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 




ESTAMOS NO GETTR  



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.