28/11/2021 às 10h11min - Atualizada em 28/11/2021 às 10h11min

Centenas de milhares de australianos se levantam contra a 'Nova Ordem Mundial' - Blackout da mídia

Centenas de milhares de australianos saíram às ruas no sábado em protesto contra as restrições de Covid da 'Nova Ordem Mundial' que estão sendo impostas pela elite.

Luiz Custodio
rt.com

Novos comícios em todo o país aconteceram no sábado, enquanto as pessoas se levantavam para exigir mais liberdade. Organizado pelo grupo Millions March Against Mandatory Vaccination, um número sem precedentes de pessoas inundou o centro de Sydney, Melbourne, Canberra e Perth, junto com 30 outras cidades e vilas na Austrália. 

Relatórios da Rt.com : Alegando que os mandatos das vacinas são discriminatórios, as pessoas protestaram do lado de fora dos prédios parlamentares e bloquearam as ruas centrais, pedindo renúncias em governos estaduais e o fim do que alguns chamam de “ tirania ”.

Nenhum número oficial foi publicado sobre as presenças, mas vários meios de comunicação relataram que “ centenas de milhares ” foram às ruas neste fim de semana. Imagens aéreas mostraram cidades inundadas por grandes multidões.

 

Em Sydney, pessoas de todas as idades se reuniram no Hyde Park carregando faixas que diziam “ Nunca mais bloqueie ” e “ Menos governo, mais liberdade ”. Em Melbourne, as pessoas protestaram do lado de fora do parlamento estadual e bloquearam Spring Street enquanto gritavam “ Sack [Premier de Victoria] Dan Andrews ”, em uma aparente expressão de raiva sobre sua polêmica legislação sobre poderes pandêmicos.

Na Costa do Ouro, os manifestantes apoiaram amplamente a líder do partido de direita Uma Nação da Austrália, Pauline Hanson. A senadora, que vem tentando empurrar um projeto de lei contra as políticas de vacinação obrigatória, dirigiu-se à multidão, dizendo que havia falado com o primeiro-ministro Scott Morrison e lhe disse para mudar a constituição para facilitar sua proposta de legislação. 

Embora os comícios tenham sido supostamente altos, com pessoas gritando, batendo tambores e buzinas, eles foram pacíficos. Em Nova Gales do Sul, o Ministro da Saúde Brad Hazzard permitiu oficialmente que manifestantes não vacinados comparecessem ao comício em Sydney, apenas pedindo que usassem uma máscara e ficassem longe caso se sentissem mal.

Considere apoiar o Tribuna Nacional
Precisamos do seu apoio para continuar nosso jornalismo baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado Profundo que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. 



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »