24/07/2020 às 19h59min - Atualizada em 24/07/2020 às 19h59min

Casal que se defendeu dos terroristas do Black Lives Matter é processado por porte ilegal de armas

Promotora acusa o casal de "incitar a violência em protesto pacífico". No entanto, Black Lives Matter depredaram o portão de uma casa e nenhum tiro foi disparado

Vinicius Mariano
O casal Mark e Patricia McCloskey se defendendo dos manifestantes do Black Lives Matter. Nenhum tiro foi disparado
O casal Mark e Patricia McCloskey foi processado esta semana pela promotora de Saint Louis, EUA, por uso ilegal de arma de fogo após usarem esse instrumento para se defender de manifestantes do Black Lives Matter que invadiram a rua particular onde moram Mark e Patricia e derrubaram o portão de uma casa. Para se defender, o casal não disparou nenhum tiro, apenas apontou armas as para afastar os manifestantes, que quebraram um portão na rua onde moram, de sua casa. 

Porém, a promotora Kim Gardner, filiada ao partido Democrata, de esquerda, acusou e processou o casal por ter incitado a violência em protesto pacífico ao "usar armas de maneira ameaçadora, o que é ilegal na cidade de Saint Louis". No entanto, Gardner fez vista grossa para o Black Lives Matter, que não é um movimento pacífico, mas sim um movimento violento e depredador de patrimônio, visto que queimaram delegacias e quebraram um prédio da CNN em Atlanta, além de promoverem outros atos de vandalismo.

Se condenado, o casal pode pegar até 4 anos de prisão por ter defendido sua propriedade. Por outro lado, na contramão da promotora Gardner, o procurador geral do Estado do Missouri, Eric Schmitt, do partido Republicano, o mesmo de Donald Trump, apresentou uma moção para que as acusações contra os McCloskeys fossem retiradas, alegando que "a lei estadual concede direitos amplos aos cidadãos do Missouri para que protejam sua propriedade e vida daqueles que ameaçam as".

O presidente Donald Trump e o governador do Missouri também saíram em defesa do casal. Trump disse que eles estavam protegendo sua propriedade e o governador Mike Parson, também republicano, disse em entrevista que concederia o perdão legal, uma espécie de indulto, ao casal caso fosse condenado.

Confira o vídeo em que os McCloskeys se defenderam dos manifestantes

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você votaria em Bolsonaro para Presidente em 2022?

90.2%
9.8%