22/11/2021 às 13h34min - Atualizada em 22/11/2021 às 13h34min

Co-desenvolvedor da Pfizer Jab afirma que a vacinação será necessária anualmente

As pessoas precisarão receber uma injeção de covid-19 uma vez por ano, de acordo com Ugur Sahin, CEO da BioNTech .

Luiz Custodio
RT.COM

Sahin, que se tornou bilionário graças ao invejoso jab, estava se referindo à vacina Pfizer BioNTech e elogiando suas vacinas de reforço.

Em entrevista ao jornal alemão Bild, ele disse que considera a vacina "muito eficaz".

A entrevista de Sahin vem poucos dias depois de ser revelado que a Pfizer, BioNTech e Moderna estão tendo um lucro combinado de $ 65.000 a cada minuto, novamente graças aos seus jabs Covid-19.
 

Relatórios da RT : Quando questionado se as pessoas deveriam se preocupar com as "infecções revolucionárias" - nas quais os vacinados com a vacina Pfizer-BioNTech ainda desenvolviam sintomas de Covid-19 - ele descartou tais preocupações, dizendo que a injeção oferece uma "proteção de 90 por cento" contra os casos que requerem cuidados intensivos em maiores de 60 anos.

Um nível “muito alto” de proteção contra doenças graves dura até nove meses, afirmou o CEO da BioNTech. Ele disse que esse nível começa a diminuir “a partir do quarto mês”, no entanto. Para manter a proteção, Sahin pressionou fortemente por injeções de reforço, argumentando que elas não apenas restaurariam os níveis de anticorpos, mas potencialmente ajudariam a "quebrar ... cadeias de infecção".

Ele também encorajou os médicos a serem "o mais pragmáticos possível" quando se trata de dar luz verde à vacinação "não mandar as pessoas para casa não vacinadas, embora pudessem ser vacinadas sem problemas".

No futuro, as pessoas podem precisar de injeções de reforço uma vez por ano, acredita o CEO da BioNTech. Ele disse que espera que a proteção de uma injeção de reforço "dure mais" do que a imunidade inicial que alguém adquire após receber duas doses da vacina.

“As vacinações subsequentes podem ser necessárias apenas a cada ano - assim como [com] a gripe” , disse ele. Atualmente, o Centro Federal Alemão de Educação em Saúde - órgão subordinado ao Ministério da Saúde - recomenda uma injeção de reforço seis meses após receber a segunda dose da vacina. Também diz que “a vacinação de reforço faz sentido após um intervalo mínimo de cerca de quatro meses”.
 

Apoie o jornalismo gratuito e independente
Seu apoio ajuda a proteger nossa independência para que o Tribuna Nacional continue oferecendo jornalismo independente de alta qualidade e gratuito para todos. Cada contribuição, seja grande ou pequena, ajuda a garantir nosso futuro. Se você puder, considere fazer uma doação mensal recorrente.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.