10/11/2021 às 10h51min - Atualizada em 10/11/2021 às 10h51min

Concerto do coro totalmente vacinado termina em surto substancial de COVID-19

“O evento aconteceu de acordo com as regras do 2G . Isso significa que só foram admitidos os vacinados e os recuperados ”, acrescenta o relatório.

Luiz Custodio
summit.news

Um concerto de coral na Alemanha que permitiu a participação apenas de pessoas totalmente vacinadas ou recuperadas, proibindo aqueles que não foram vacinados, mas que poderiam apresentar um teste negativo, resultou em um surto de COVID-19 que infectou pelo menos 24 pessoas.

O concerto, que teve lugar em Freigericht (Main-Kinzig), funcionou segundo as regras 2G , o que significa que apenas os totalmente vacinados e aqueles que provarem que recuperaram do COVID foram autorizados a assistir.

Isso significava que as pessoas que podiam provar literalmente que não tinham COVID-19 na porta mostrando um teste negativo foram impedidas de entrar.

O meio de comunicação alemão Hessenschau relata, “Mais pessoas foram infectadas do que o conhecido anteriormente: como o distrito anunciou na tarde de terça-feira, pelo menos 24 pessoas testaram positivo. Anteriormente, presumia-se que 18 participantes e convidados estavam infectados, mas não havia sido descartado que ainda mais pessoas estivessem infectadas. ”

 

“O evento aconteceu de acordo com as regras do 2G . Isso significa que só foram admitidos os vacinados e os recuperados ”, acrescenta o relatório.


Em outras palavras, o surto ocorreu em um evento onde a grande maioria dos participantes estava totalmente vacinada.

Apesar disso e da Alemanha atualmente experimentando casos recorde de COVID, “cientistas, médicos e políticos” estão pedindo que as mesmas regras 2G sejam impostas em todo o país, em vez das regras 3G que permitem um teste negativo .

Isso significa que as pessoas vacinadas que ainda podem espalhar o vírus estarão livres para continuar suas vidas , enquanto as pessoas não vacinadas que provarem que não têm COVID e, portanto, não puderem transmiti-lo, serão banidas da sociedade.

Faz todo o sentido!

Como destacamos anteriormente, pessoas não vacinadas serão proibidas de visitar os famosos mercados de Natal de Berlim, com a opção de fornecer um teste COVID negativo com probabilidade de ser removido.

Todos que comparecerem também serão forçados a usar máscaras faciais, apesar de os mercados serem externos.

No início deste verão, o editor-chefe do principal jornal da Alemanha, Bild, se desculpou para a cobertura do meio de comunicação movida pelo medo ao COVID, especificamente para crianças que foram informadas "que iam matar a avó ".

 

Apoie o jornalismo gratuito e independente
Seu apoio ajuda a proteger nossa independência para que o Tribuna Nacional continue oferecendo jornalismo independente de alta qualidade e gratuito para todos. Cada contribuição, seja grande ou pequena, ajuda a garantir nosso futuro. Se você puder, considere fazer uma doação mensal recorrente.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.