02/11/2021 às 12h33min - Atualizada em 02/11/2021 às 12h33min

Agente especial do FBI de 45 anos morre menos de 24 horas após receber a vacina Pfizer COVID-19

Em poucas horas, ele apresentou vários sintomas, incluindo dor de cabeça e náuseas. Sua esposa o examinou na cama várias vezes porque ele estava mexendo em algo, mas ele parecia bem, e eles acharam que os efeitos colaterais eram normais.

Cristina Barroso
Vaccine Impact
(REPRODUÇÃO)
ARIZONA, ESTADOS UNIDOS - Um homem de 45 anos morreu menos de 24 horas após receber a vacina Pfizer COVID-19. Geoffrey Young, um agente especial do FBI, foi baleado em 17 de abril. Em poucas horas, ele apresentou vários sintomas, incluindo dor de cabeça e náuseas. Sua esposa o examinou na cama várias vezes porque ele estava mexendo em algo, mas ele parecia bem, e eles acharam que os efeitos colaterais eram normais. A próxima vez que ela o viu, várias horas depois, ele estava azul e seu braço estava estendido para fora da cama. Ele não estava respirando e acabou sendo declarado morto.



Sua esposa, Ona, disse em um vídeo postado no Instagram:

“Meu marido acreditava muito na liberdade. Tanto é que ele trabalhava todos os dias para apoiar nossas liberdades e lutar por elas. Ele confiou na ciência, ele foi e teve sua chance. Ele o fez antes de dizerem que você tem que ir buscar isso. E ele ria de mim e me dizia 'Ona, você está sendo boba, está tudo bem. Não se preocupe com isso. Milhões de pessoas estão conseguindo, e eles estão bem. Nós vamos ficar bem '.”

 

Assista o vídeo completo aqui:

 

 

 

A VAERS relatório foi feito com a morte de Geoffrey:

Apoie o jornalismo gratuito e independente
Seu apoio ajuda a proteger nossa independência para que o Tribuna Nacional continue oferecendo jornalismo independente de alta qualidade e gratuito para todos. Cada contribuição, seja grande ou pequena, ajuda a garantir nosso futuro. Se você puder, considere fazer uma doação mensal recorrente.

A VAERS relatório foi feito com a morte de Geoffrey:


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://tribunanacional.com.br/.