01/11/2021 às 09h38min - Atualizada em 01/11/2021 às 09h38min

China vai vacinar crianças a partir de 3 anos contra COVID-19

A China também impôs novas restrições para tentar conter surtos menores de COVID-19 .

Luiz CUstodio
Redação

PEQUIM, China: Com 76% da população totalmente vacinada e as autoridades mantendo uma política de tolerância zero em relação a surtos, a China começará a vacinar crianças de 3 a 11 anos contra COVID-19 .
 

Os governos locais de cidades e províncias em cinco províncias chinesas emitiram recentemente avisos anunciando a vacinação de crianças nessa faixa etária .
 

A medida faz da China um dos poucos países a vacinar crianças de tenra idade contra o vírus, além de Cuba, que vacina crianças de até 2 anos, e os Estados Unidos e muitos países europeus que vacinam crianças de até 12 anos.
 

A China também impôs novas restrições para tentar conter surtos menores de COVID-19 .


Ao longo da pandemia, o país empregou bloqueios, quarentenas e testes obrigatórios, o que permitiu controlar grupos locais de casos. Também vacinou totalmente 1,07 bilhão de pessoas em uma população de 1,4 bilhão.

 

O governo está especialmente preocupado com a disseminação da variante Delta, altamente contagiosa , pelos viajantes e pretende vacinar a maior parte do público antes dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, em fevereiro. Espectadores estrangeiros foram banidos dos jogos.
 

Com base em estatísticas públicas, as vacinas mais usadas da China, Sinopharm e Sinovac, se mostraram eficazes na prevenção de doenças graves e transmissão, mas seu nível de proteção contra a variante Delta é incerto.
 

As províncias de Hubei, Fujian e Hainan emitiram avisos a nível provincial alertando o público sobre os novos requisitos de vacinação, enquanto cidades individuais na província de Zhejiang e na província de Hunan também emitiram anúncios semelhantes .
 

Versões do Sinopharm e do Sinovac já foram aprovadas para uso em crianças de 3 a 17 anos em junho, mas apenas aquelas com 12 anos ou mais estão sendo vacinadas. O Camboja também usa as duas vacinas em crianças de 6 a 11 anos.

 

Devido à falta de dados públicos, alguns pais permanecem inseguros sobre a vacinação de seus filhos , apesar do uso doméstico e internacional das duas vacinas chinesas.

 

Apoie o jornalismo gratuito e independente
Seu apoio ajuda a proteger nossa independência para que o Tribuna Nacional continue oferecendo jornalismo independente de alta qualidade e gratuito para todos. Cada contribuição, seja grande ou pequena, ajuda a garantir nosso futuro. Se você puder, considere fazer uma doação mensal recorrente.



Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »