28/06/2021 às 14h58min - Atualizada em 28/06/2021 às 14h58min

O administrador da NASA, Bill Nelson, acredita que não estamos sozinhos no universo

“… Eu conversei com os pilotos da Marinha, quando fomos informados no Comitê de Serviços Armados do Senado, e minha sensação é que claramente há algo ali. Pode não ser necessariamente um extraterrestre, mas se for uma tecnologia que alguns de nossos adversários possuem, então é melhor nos preocuparmos. ”

Cristina Barroso
New York Post
REUTERS/Al Drago
O administrador da NASA, Bill Nelson, diz que não acha que "estamos sozinhos" depois de ler o recente relatório da comunidade de inteligência dos Estados Unidos sobre fenômenos aéreos não identificados (UAP), acrescentando que o lançamento de um novo telescópio ainda este ano poderia encontrar mais planetas potencialmente lar de inteligentes vida alienígena.

Uma cópia não confidencial do relatório foi divulgada ao público na sexta-feira, que confirmou que houve mais de 140 avistamentos de UAP, com alguns legisladores levantando preocupações de que os objetos poderiam ser controlados por adversários estrangeiros potencialmente representando uma ameaça à segurança nacional.

Nelson, um ex-astronauta que anteriormente atuou como senador sênior da Flórida, disse à CNN na segunda-feira que instruiu cientistas a pesquisar explicações em potencial e apresentar um relatório a ele.

“Sim, eu vi o relatório confidencial. Diz basicamente o que pensamos. Não sabemos a resposta para o que aqueles pilotos da Marinha viram, eles sabem que viram algo, eles rastrearam, eles travaram seu radar nele, eles o seguiram, de repente ele se moveria rapidamente de um local para outro ”, disse ele .“E o que o relatório nos diz que é público, é que houve mais de 140 desses avistamentos. Então, naturalmente, o que peço aos nossos cientistas é que vejam se há algum tipo de explicação, do ponto de vista científico, e estou aguardando o relatório ”, disse ele, acrescentando que conversou com pilotos da Marinha após um briefing sobre o assunto enquanto ele ainda estava servindo na Câmara Alta do Congresso.

“… Eu conversei com os pilotos da Marinha, quando fomos informados no Comitê de Serviços Armados do Senado, e minha sensação é que claramente há algo ali. Pode não ser necessariamente um extraterrestre, mas se for uma tecnologia que alguns de nossos adversários possuem, então é melhor nos preocuparmos. ”

 

“Não pensamos assim [que é um adversário], mas quando se trata do universo, lembre-se que o universo é tão grande, temos um programa na NASA chamado Search for Extraterrestrial Intelligence. Mas, até agora, não temos nenhum recibo de comunicação de algo que seja inteligente ", disse ele.

Nelson acrescentou que não acredita que adversários estrangeiros tenham a capacidade de criar os tipos de tecnologias que procuram, observando que tanto o governo quanto o público esperam obter informações adicionais.

“As pessoas têm fome de saber. E, claro, desde ‘Star Trek’, você sabe que as pessoas anseiam por descobrir o que está lá fora no cosmos. Estamos sozinhos? Pessoalmente, acho que não. O universo é tão grande que foi há 13 bilhões e meio de anos quando o universo começou. Isso é muito grande. Mas as pessoas estão famintas por esse tipo de informação e vamos continuar pesquisando. ”



Bill Nelson in a 1985 NASA photograph. NASA via AP
Nelson disse que o lançamento do Telescópio Espacial James Webb ainda este ano terá um papel fundamental em sua missão de investigação.
“Já estamos encontrando exemplos de outros planetas ao redor de outros sóis, quando lançarmos o telescópio James Webb em novembro, ele aparecerá no tempo, quase no início e informações adicionais encontrarão mais planetas”, disse ele.
 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »