23/06/2021 às 22h29min - Atualizada em 24/06/2021 às 10h00min

Piloto relata ao VAERS efeitos colaterais graves após tomar a vacina da Pfizer e encontra-se impedido de voar

Me causou problema de visão, rompeu meu ouvido interno esquerdo e não posso voar nestas condições. Estou tomando Diamox para reduzir a pressão na medula espinhal e no tronco cerebral".

Cristina Barroso
Open VAERS
(REPRODUÇÃO)
Esta é a triste história de  um piloto de avião de apenas 33 anos de idade, sobre os efeitos adversos graves que sofreu e as consequências que ainda sofre da vacina COVID. Ele relata ao Sistema de Notificação de Eventos Adversos de Vacinas (VAERS), as reações adversas severas que sofreu após tomar a vacina da Pfizer que o impossibilitou inclusive de excercer a sua profissão.

Leia relatório transcrito abaixo e consulte-o aqui

"...percebi uma dor de cabeça no topo da minha cabeça uma hora depois de receber a vacina. achei normal porque todo mundo que conheço disse que ficou com dor de cabeça. nas horas seguintes, a dor desceu pela minha nuca e se tornou uma sensação de queimação na parte inferior do meu crânio. a dor não era insuportável, mas constante. eu pensei que eventualmente iria embora. eu sou um piloto e vôo para viver. dois dias depois de receber a vacina, voei em meu avião e imediatamente percebi que algo estava errado comigo. eu estava tendo muita dificuldade para me concentrar. aproximadamente 2 horas depois de voar, senti uma pressão repentina e extrema na cabeça e quase desmaiei. eu imediatamente pousei e parei de voar. dois dias depois, tentei voar novamente e exatamente a mesma coisa aconteceu novamente após 20 minutos. a queimação em meu pescoço se intensificou e agora era acompanhada por tonturas, náuseas, desorientação, confusão, tremores incontroláveis ​​e tinidos nos dedos dos pés e das mãos. fui imediatamente ao médico da minha cidade natal e ele me diagnosticou com vertigem. ele me prescreveu meclizina na sexta-feira 05/02/2021. tomei o remédio conforme prescrito durante todo o fim de semana, sem alívio. segunda-feira 02/08/2021 marquei encontro para aquela quarta-feira no instituto. durante a quarta-feira 02/10 / 2021-02 / 11/2021 eu tinha cerca de 10-15 testes realizados em mim, incluindo equilíbrio, teste de visão e audição, tomografia computadorizada, ressonância magnética e medi minha pressão do fluido espinhal. o médico determinou em 11/02/2021 que eu tive uma reação alérgica à vacina pfizer covid que aumentou severamente a pressão na minha medula espinhal e tronco cerebral. essa pressão causa problemas de visão e, por fim, rompeu meu ouvido interno esquerdo, quebrando vários cristais no processo. não posso voar com esta condição. atualmente, estou tomando diamox para reduzir a pressão na medula espinhal e no tronco cerebral."

A triste história deste piloto está registrada no relatório do VAERS sob nº ID VAERS: 1026783 . No VAERS estão registradas centenas de histórias tristes e tenebrosas sobre os efeitos colaterais graves das vacinas COVID.
Você poderá consultá-las aqui

Foram registrados até 11 de junho de 2021, 358.379 relatos de efeitos colaterais das vacinas COVID somente nos EUA.
 

 

 
 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »